Coimbra  11 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

António Barreiros

Tolentino, do Pai Nosso na Terra…

2 de Setembro 2019

Tolentino de Mendonça

É um seguidor de Deus, um apóstolo deste tempo, o nosso, da Mensagem salvadora e um proeminente teólogo.
Homem de fé e de palavras que a nós, aos crentes, nos possibilita descobrir, com uma outra disponibilidade e outra perspectiva, o nosso Deus, Tolentino de Mendonça tem caminhado para lugares que o expõe na sua missão de uma melhor interpretação de conhecermos Deus. De avaliarmos a mensagem de seu filho Jesus.

Agora, com a indigitação a Cardeal, após ter sido elevado à categoria de Arcebispo, por decisão do Papa Francisco, Tolentino arrima a um cargo que pode conceder-lhe uma maior visibilidade – não humana ou pessoal (é pessoa simples e manifestamente humilde) – no espaço eclesial da Igreja, mormente a que mais o tem envolvido, ou seja, “traduzir-nos” os espaços, os episódios, as narrativas, as alegorias, as imagens e toda a trajectória terrena da vida de Jesus.

A sua teologia, a que tem estudado e analisado, tem permitido que possamos melhor conhecer a Bíblia, as suas mensagens e os discursos que a mesma abarca para, interpretando com outra construção – tendo por base um Deus amor, misericórdia, compaixão e felicidade de vida (nunca um castigador) – venhamos a colocar em prática os seus ensinamentos que concorrem para a paz, para a decência e para a dignidade humana, com a mansidão dinâmica para reconfortar a nossa alma e para estarmos dispostos a AMAR…

“Pai Nosso que Estais na Terra”, uma obra deste madeirense, padre, teólogo, escritor, poeta e professor, é de um contorno tão humano que nos impele a perceber a interpelação de Deus e do seu Filho.
O próprio, a propósito, comentou: “A terra, esta terra quotidianamente amassada com convulsão e desejo, é o que nos separa ou o que nos avizinha de Deus?”.

E acrescentou: A Bíblia atesta que Deus “está ao alcance de todos”, convencimento “de tal maneira acentuado” que os comentadores da Sagrada Escritura “se perguntam se ela, em alguns passos, não teria ido longe de mais, colocando em causa a transcendência divina”.

Tolentino de Mendonça já foi convidado (antes desta nova indigitação para Cardeal) pelo nosso Chefe de Estado para presidente das Comemorações do 10 de Junho de 2020.

Regozijo com a nomeação a esse cargo da Igreja Católica.

Quem sabe se não possa vir a ser, ainda, Papa?

Tem perfil, sabedoria, inteligência e conhecimentos para isso e para fazer uma profícua missão.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com