Coimbra  24 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

João Pinho

Sementes de cultura: Lenda da praia da Figueira

10 de Maio 2019

12 - João Pinho Lenda Fig Foz

Conta-se que na criação do mundo, Deus enviou dois dos seus melhores ajudantes para acudir às necessidades da humanidade: o Mar e o Sol, estipulando um prémio muito especial para quem fizesse o melhor serviço – uma pérola de valor incalculável.

O Mar reclamou-se vencedor, alegando ser o produtor do maior alimento dos homens, o peixe, fazendo de muitos homens exímios pescadores para que as mesas, em terra, estivessem sempre fartas.

O Sol, por outro lado, entendia que era ele o vencedor, pois o seu calor acudia a que ninguém morresse de frio, iluminando as vidas e regulando a vida de trabalho, fazendo germinar as sementes e o pão.

Deus entendeu premiá-los por igual. Assim, apanhou a extraordinária pérola que era a Lua e colocou-a no espaço, próximo da terra, dizendo: Olha Mar, aí tens a pérola Lua, para que a abraces e espelhes em noites de calmaria. E tu Sol, dá à pérola Lua o teu calor e luz para que ela diga quanto vales.

E os homens agradecidos a Deus, responderam a tamanhas graças recebidas, fazendo com que num lugar da terra se conjugassem as belezas do Mar e do Sol, criando a praia da Figueira. Da Figueira que, por ter um rio a lançar-se ao mar, passou a designar-se como Figueira da Foz.

Uma pérola, como a Lua, carregada de beleza.

(*) Historiador e investigador

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com