Coimbra  13 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

António Figueiredo e Silva

Pedro Olaio – Morre o homem, fica a fama!

25 de Setembro 2017

Por complexo imperativo da ordem natural da vida, Pedro Olaio, uma das mais ilustres figuras das artes plásticas, deixou-nos, no passado sábado, dia 23, tendo seguido para outra dimensão; porém, não o fez sem nos legar, para além da saudade, a imagem do Homem, do Artista, do Amigo!

Natural de Coimbra, acredito que cidade a cidade “morreu” com ele.

Lamento que isto haja acontecido e venho, por este recurso ao meu alcance, apresentar as minhas mais sentidas condolências à sua família e a todos aqueles que, naturalmente com mágoa, possam sentir a sua falta.

A foto postada é um elemento “vivo” da última vez que nos encontrámos.

Pedro, descansa em paz, se no outro lado ela existir.

Até sempre!

António Figueiredo e Pedro Olaio

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com