Coimbra  23 de Maio de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Rui Avelar

O SIS virou SSI

17 de Abril 2019

Afinal, o SIS – Serviço de Informações de Segurança virou SSI, sigla que, em função da falta de combustíveis, remete para Serviço Sem Investigação.

Já (quase) todos os portugueses desconfiavam da (in)utilidade do SIS; está claro, agora, que passou a ser uma coisa sem sucesso investigatório.

A greve dos motoristas de matérias perigosas, que começou às 00h00 de segunda-feira (15), deu com Portugal em pantanas em menos de 48 horas. A paralisação, visando reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica, foi convocada, por tempo indeterminado, pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas.

Por serem tão amplas e vultuosas, as consequências da «seca» dos postos de combustíveis dispensam quaisquer considerações.

Não estou a defender que o SIS devesse imiscuir-se na greve, nem para isso possui engenho e arte; alerto, antes, para o facto de ele não cumprir a missão de reunir informações indispensáveis à segurança de um país.

Nem a Semana Santa justifica tamanho desleixo do SIS. Ou tratar-se-á de incompetência?