Coimbra  21 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Jaime Ramos

Não há sociedade livre e justa sem comunicação social forte e liberdade de Imprensa

3 de Maio 2020

ADFP Liberdade de Imprensa

 

Desenho de Tiago Freire, Residência Respeito da ADFP

 

A Fundação ADFP reconhece o importante papel da comunicação social, na linha da frente, no combate ao Covid-19.

Os jornalistas e todos os profissionais ligados à imprensa e à comunicação social desempenham um papel socialmente imprescindível e de primeira linha na informação e formação das populações.

A Fundação ADFP comemora anualmente o Dia Internacional da Liberdade Imprensa convidando todos os órgãos de comunicação social da região para uma almoço convívio no Restaurante Museu da Chanfana, anexo ao Parque Biológico da Serra da Lousã.

Este ano em virtude da conjuntura que vivemos e do confinamento social a que estamos sujeito, tal encontro presencial não é possível de realizar.

A Fundação ADFP desenvolve uma cultura de promoção de valores civilizacionais e humanistas com especial destaque para a Liberdade.

A instituição criou o Espaço da Mente, Ecomuseu dedicado à Liberdade e o Templo Ecuménico Universalista, monumento que promove a liberdade de crer e de não crer.

Perante a impossibilidade de promover o encontro anual a Residência Respeito da Fundação ADFP, em jeito de comemoração, lançou uma iniciativa entre os residentes no sentido de realizarem um trabalho que manifestasse o reconhecimento e gratidão pelo papel desenvolvido pelos jornalistas e restantes profissionais da comunicação social.

O trabalho apurado como vencedor foi um desenho (que enviamos em anexo) do Tiago Freire. Jovem de 38 anos, com dificuldades auditivas graves, estudante da Escola Superior de Educação no curso de Linguagem Gestual Portuguesa.

O Tiago reside na Residência Respeito da Fundação ADFP, valência de apoio a pessoas com deficiência.

Esta é uma iniciativa que prossegue a filosofia da Fundação ADFP, inerente a todos que compõem a sua comunidade, de promoção dos valores humanos, nomeadamente da Liberdade ou Liberdades.

Numa altura em que se começa a retomar um regresso à “ normalidade “ a Fundação apela para as pessoas reflectirem na importância da liberdade, neste caso de imprensa.

Em Junho, com a reabertura de monumentos e museus, a Fundação deixa o Convite para visitarem o Parque Biológico, o Espaço da Mente e o Templo.

O Espaço da Mente, um museu dedicado à liberdade, faz parte do conceito filosófico Trivium, a par do Parque Biológico da Serra da Lousã e do Templo Ecuménico Universalista, e que dá nome a um Clube UNESCO desenvolvido entre a Fundação ADFP e a Comissão Nacional da UNESCO.

O Trivium é dedicado à liberdade, igualdade e fraternidade: o Parque Biológico representa o corpo e a igualdade do Homem perante todos os seres vivos; o Espaço da Mente, o desenvolvimento da mente e a liberdade de pensar e o Templo Ecuménico, independentemente da fé de cada um, revela o espírito e a fraternidade assumindo -se como monumento memorial de todas as vítimas dos fundamentalismos ao longo dos séculos.

Estes monumentos e museus, associados ao Parque Biológico, são um inovador “negócio social” destinado a criar postos de trabalho para pessoas vítimas de exclusão laboral, com deficiência ou doença mental.

Presidente da Fundação ADFP