Coimbra  19 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mário Carvalho

Maternidade “pingue-pongue”

17 de Junho 2019

Bebé

Por estes dias temos assistido, mais uma vez, à discussão sobre a localização da futura nova Maternidade de Coimbra.

Tanto quanto nos é dado saber já percebemos que o Governo quer que a nova infra-estrutura fique alojada nos HUC, contrariamente à esmagadora maioria das vozes locais, como a CMC, a AM, a CIM e as demais entidades que insistem para que a mesma seja feita no Hospital dos Covões.

O esgrimir de argumentos de um lado e do outro apenas encontra eco na necessidade de que efectivamente Coimbra e a região precisarem de uma nova Maternidade.

Se recuarmos um pouco mais, então por entre a retórica apresentada, poucos são os que opinam sobre a suposta falta de visão, num passado recente, e segundo a nossa presunção, ao não incluir na edificação apressada do actual Hospital Pediátrico uma outra necessidade premente, à época, a inclusão da Maternidade que poderia ter feito nascer um verdadeiro Centro Materno-Infantil de raiz, já que espaço não faltava.

Por outro lado, é do conhecimento geral os problemas de mobilidade e acessibilidade em toda a zona que abrange os HUC, onde a resposta nesse sentido para os utentes não tem sido dada, criando na maior parte das vezes o caos para quem ali se dirige.

Assim sendo, vamos continuar a assistir por estes dias ao habitual “pingue-pongue” entre as partes, quando as mesmas não partilham o mesmo caminho. No entanto, é do conhecimento público que a opção “Hospital dos Covões” é a que colhe mais frutos ao nível local e regional. E o Governo deve ter isso em conta.

Para terminar, convém relembrar que o Hospital dos Covões é uma unidade hospitalar que muitos tentaram “matar”, sabe-se lá porquê. Ou talvez até se saiba! Mas não conseguindo fazê-lo, deixaram-na nos “Cuidados Intensivos”, “ligada às máquinas”, retirando-lhe gradualmente valências e balizando o horário de funcionamento do seu Serviço de Urgência.

Em nossa opinião, a construção, à época, de um “Centro-Materno-Infantil” (HP/Maternidade) teria sido a medida mais correcta, para nós leigos na matéria e longe do poder de decisão. Mas não tendo sido esse o caminho escolhido, achamos que o Hospital dos Covões é o que oferece melhores condições de localização e equidade de distribuição de serviços, entre margens, para a construção da nova Maternidade de Coimbra.

Terminamos sublinhando que a nova Maternidade não é uma questão apenas de Coimbra, mas sim de toda uma região Centro que merece mais e melhor.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com