Coimbra  16 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Hernâni Caniço

E para Coimbra, não vai nada, nada?

22 de Março 2024

Felicito o presidente da Câmara Municipal de Coimbra e o seu Executivo pela vitória da AD nas eleições, dada a sua participação na campanha eleitoral e, portanto, sendo defensor das propostas PSD para Coimbra.

De facto, o presidente defendeu na Câmara algumas dessas propostas, aproveitando para atacar o Governo socialista que, em sua opinião, era a fonte de todos os males, tendo ameaçado e incentivado o corte da autoestrada A1 e a Linha do Norte ferroviária, em desobediência civil, e estabelecido prazos de resposta ao Governo se as suas opiniões não fossem tidas como decisões.

Vejamos então as promessas do PSD para Coimbra, que liderará o futuro Governo AD, cuja constituição o PS defendeu de imediato, por respeito à democracia, elevação em política e sentimento de responsabilidade perante os portugueses.

E, tendo o PS dirigido o Governo das contas certas e deixado uma “almofada financeira”, reconhecido por quem percebe de contas públicas, não haverá nenhuma razão para que as promessas do PSD (nacionais e locais) não sejam cumpridas, caso contrário seria um logro quanto aos eleitores que nele confiaram.

Então e para Coimbra não vai nada, nada?

O PSD/Coimbra propôs reforçar as acessibilidades do distrito designadamente a ligação Coimbra-Viseu em traçado duplo, aliás em consonância com as opiniões do Presidente da Câmara. Esperamos o cumprimento desta promessa.

Mais consta no programa eleitoral do PSD querer concluir todos os projetos “adiados” pelo governo do PS! Afinal há projectos do PSD que são todos do PS….

E acrescenta que vai diminuir assimetrias sociais, mas também apostar na valorização da Universidade e Institutos Politécnicos, empresas, agricultura, serviços e turismo. Aguardemos para ver quais as medidas (que não se confundam com medidas socialistas) que irão ser tomadas e qual a posição concreta do Presidente.

E ainda, a requalificação da rede rodoviária será outra das suas prioridades, sobretudo entre sedes de concelho. Que requalificação vai ser feita entre Coimbra e os concelhos limítrofes? E será que o Presidente tem ideias e propostas para esta requalificação?

O programa PSD defende ainda a célere construção do novo Palácio da Justiça (já aprovado pelo Governo socialista), e por todos os agentes da justiça como necessidade. Célere não quererá dizer, com certeza, ultrapassar os prazos legais, as regras de contratação pública, a programação do financiamento, etc. Não confundir a decisão (do Governo socialista) com inauguração (por quem?). Dado que o presidente também reivindicou tal construção, quererá definir um prazo para a sua execução?

Consta também no programa a deslocalização do actual estabelecimento prisional de Coimbra, tal como o presidente também defendeu. Aguardemos o cumprimento desta promessa.

Registe-se ainda a reorganização e o ordenamento florestal enquanto motor de desenvolvimento da região, querer que os jovens se fixem no nosso distrito e tenham oportunidades de emprego e estabilidade familiar, e que é ofensivo para quem continua sem médico de família, sem consultas, sem professores para os filhos, sem acesso à habitação acessível, sem acesso a uma justiça célere, sem tanto, dizem. Aguardemos as medidas de política, para tanto.

Pois é, para Coimbra vai tudo. Ainda bem. Deixarão de ser promessas de encantar e passarão a ser realidade. E se não forem realidade? Vai o Presidente da Câmara reclamar quanto às verbas atribuídas no âmbito da delegação de competências? E se não for contruída a Barragem de Girabolhos, agora que o Governo é da sua cor? Vai cortar a autoestrada A1 e a Linha do Norte ferroviária? Ou, em alternativa, vai demitir-se? Ou, por suposto, vai defender o que antes contestou?

Aguardemos também (como o presidente já fez) pela defesa dos aumentos de vencimentos, reposição de carreiras e subsídios de risco, para médicos, professores, agentes policiais, militares, agricultores, jornalistas, Misericórdias e todos mais.

Coimbra tudo merece. Excepto quem a engane.

(*) Médico e vereador do PS na Câmara de Coimbra