Coimbra  26 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Rui Avelar

Do hábito, sem fazer o monge, ao Palácio das (des)Necessidades

30 de Março 2017

O presidente do Conselho Estratégico do Centro Académico Clínico de Coimbra, um embaixador que é representante permanente de Portugal junto da NATO, Luís de Almeida Sampaio, encontra-se sob a alçada disciplinar do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

A situação foi confirmada, ontem, pelo MNE, que aludiu, de forma lacónica, à instauração de um processo disciplinar visando o diplomata.

Luís de Almeida Sampaio encontra-se sob suspeita devido ao presumível desvio de 400 000 euros da Embaixada de Portugal na Alemanha, missão diplomática de que ele foi o principal responsável entre 2012 e 2015. A notícia foi divulgada, ontem, pela Rádio Renascença e pelo Jornal Correio da Manhã.

Contactado pela RR, o gabinete do ministro Augusto Santos Silva indicou ser “prematuro falar sobre o processo”. Interpelado pelo Correio da Manhã, Luís de Almeida Sampaio, tido como o melhor diplomata económico português em 2014, declinou prestar declarações.

Instituído através de um diploma, assinado, em 2015, por dois ministros do primeiro Governo de Passos Coelho, o Centro Académico Clínico de Coimbra (CACC) aspira a “repensar o modelo de colaboração entre as universidades e os hospitais”.

O Centro emana de um consórcio constituído pela Universidade de Coimbra e pelo Centro Hospitalar Universitário da cidade (CHUC).

Luís de Almeida Sampaio foi um dos obreiros da adesão do CACC à Aliança M8 (G8 da Saúde), a mais prestigiada organização de instituições médicas e hospitalares do mundo.

Embora se diga que “no melhor pano cai a nódoa”, Luís de Almeida Sampaio desfruta da presunção de inocência.

Em prol do sucesso da adesão do CACC à Aliança M8, resta-nos esperar que a conclusão da averiguação a cargo do Ministério dos Negócios Estrangeiros tenha como desfecho a proclamação da inocência do diplomata. Por outras palavras, resta-nos esperar que da circunstância de o MNE funcionar no Palácio das Necessidades se possa dizer haver pura coincidência em qualquer semelhança com a realidade.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com