Coimbra  16 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Rui Alírio

Coimbra iParque – Valorar os Recursos Humanos

2 de Dezembro 2019

Gestor/Investigador em EGI; Vogal do Conselho de Administração iParque – Parque para a Inovação em Ciência, Tecnologia e Saúde

 

O iParque – Parque para a Inovação em Ciência, Tecnologia e Saúde, E.M., S.A. surgiu em 13 de Fevereiro de 2004 com o objectivo de “dinamizar e apoiar pólos de inovação tecnológica, incubadoras de empresas e outras iniciativas associadas ao desenvolvimento económico, empreendedorismo, inovação e investigação”, conforme consta dos seus estatutos.

Um Parque de Ciência e Tecnologia, também chamado de Tecnopolo, além de congregar num mesmo lugar, diversas actividades de pesquisa e desenvolvimento em áreas de alta tecnologia (high tech), como sejam centros de pesquisa, institutos e empresas, facilita os contactos pessoais e institucionais entre esses actores, dando origem a uma economia de aglomeração do desenvolvimento tecnológico. Por isso mesmo, o iParque tem ainda como missão o desenvolvimento e a modernização do tecido empresarial da cidade de Coimbra e da sua região, através de acções de promoção, de criação e de instalação de empresas de elevado conteúdo tecnológico, de consultoria e de formação orientadas para a inovação, desenvolvimento experimental e incorporação de novas tecnologias.

Claro que, nos principais objectivos do Coimbra iParque, está presente a criação de condições de fixação de empresas de base científica e tecnológica, capazes de dinamizar a actividade económica, atraindo investimentos e promover a criação de emprego. Mas também a promoção da inovação e o contributo para a fixação na cidade e na região de Coimbra do conhecimento gerado nas instituições científicas associadas e de quadros qualificados, considerando ainda o trabalho em rede com outras ofertas complementares na região Centro de Portugal, tirando partido das sinergias criadas com os vários parceiros empresariais e de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) da região.

Vem isto a propósito de destacar os Recursos Humanos num Parque Tecnológico como o iParque. São eles hoje, o activo mais importante na fórmula de sucesso de uma organização. A autonomia criativa e a capacidade de inovação, aliadas às competências técnicas, convertem as pessoas num dos pilares, bem como recurso activo duma organização empresarial. Como activos, os Recursos Humanos precisam de ser valorizadas e estimulados para que todas as suas capacidades e todo o seu

potencial sejam direccionados para os objectivos corporativos, convertendo-se assim em valor para uma organização, como seja um Parque de Ciência e Tecnologia.

O Coimbra iParque tem actualmente 262 pessoas a desenvolverem actividade laboral, onde 106 são mulheres e 156 são homens. Com destaque para 5 doutorados, (uma mulher e 4 homens), 16 mestres (14 mulheres e 2 homens) e ainda 175 licenciados (74 mulheres e 101 homens).

É de evidenciar, que do total de empregos referidos, destacam-se mais de duas dezenas, ligados directamente a actividades de IDI.

A gestão de pessoas no actual cenário macroeconómico é fundamental para a sustentabilidade de qualquer organização, uma vez que a implementação dos adequados processos de Recursos Humanos terão impacto directo na satisfação e motivação dos Colaboradores, na produtividade, na criatividade e na inovação.

No Coimbra iParque, entende-se como fundamental estimular a criatividade, porque a capacidade de inovação está nas pessoas e não nos serviços, produtos ou processos.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com