Coimbra  15 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Luís Santos

Ângulo Inverso: As maiorias “boas” e as absolutas…

5 de Setembro 2019

Eleições

Depois do mês maior de férias entrou Setembro e o intensificar da actividade política, pois Outubro está já aí.

Pela Europa assistimos a vários países com problemas em formar ou reestruturar governos, enquanto em Portugal, pelo andar da carruagem das sondagens, temos apenas uma questão para resolver: O PS vai ou não ganhar as eleições legislativas com maioria absoluta?

Contra esta forma redutora eleitoral, a Direita (PSD e CDS) vai dizendo que uma maioria de Esquerda será “má”, com esta (PS, CDU e BE) a replicar da mesma forma, mas não com muita intensidade, porque os dois partidos que fizeram a “geringonça” acreditam na vitória dos socialistas e desejam, mesmo, que este não venha a ter a maioria absoluta.

Curioso, também, é que, pela primeira vez em combates eleitorais, o principal adversário do PS não seja o PSD, mas o Bloco de Esquerda, temendo que este lhe roube votos e lhe impossibilite a maioria absoluta.

Como todos os partidos querem ter um pé no poder – e essa é uma das suas funções -, uma maioria absoluta coloca um a mandar e todos os outros na oposição, a “chuchar no dedo”.

Os argumentos de campanha eleitoral já estão no ar, caberá ao eleitor decidir.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com