Coimbra  24 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Luís Santos

Ângulo Inverso: Anos terríveis para os autarcas

24 de Setembro 2021

Há muitos autarcas que se vão despedir no próximo domingo, enquanto outros irão continuar. Uns ficam com o trabalho realizado para serem recordados, os outros vão continuar a concretizar projectos.

A avaliação cabe aos cidadãos, que são chamados a pronunciar-se através do voto, após uma campanha eleitoral em que se assistiu de tudo. Desde as mais firmes convicções, passando por enunciados genéricos, até à mera propaganda. Estão nas redes sociais…

Os autarcas que na região Centro fizeram o mandato entre 2017 e 2021, nomeadamente das Câmaras e das Freguesias, nunca se irão esquecer destes quatro anos.

Em Junho e Outubro de 2017 apanharam com os grandes incêndios, quer o de Pedrógão, quer o que varreu quase todo o distrito de Coimbra.

Ainda estavam a começar a respirar e a fazer o rescaldo dos danos causados, quando em Outubro 2018 veio a tempestade Lesli, com ventos ciclónicos que causou também milhões de euros de prejuízo.

Estavam a levantar a cabeça e a região ficou inundada, em Dezembro de 2019, com enormes cheias, resultantes da conjugação de precipitação e ventos das depressões Elsa e Fabien.

Se tudo isto parece muito mau não nos podemos esquecer do que aconteceu a partir de Março de 2020, quando surgiu o primeiro caso de covid-19 em Portugal.

As consequências da pandemia será um fardo que os autarcas herdam para o novo mandato.