Coimbra  28 de Novembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Luís Santos

Ângulo Inverso: A Europa sob pressão

12 de Novembro 2021

A União Europeia propõe-se estabelecer uma verba de 5,7 mil milhões de euros para que a Turquia, Jordânia, Líbano e Síria contenham a vaga de refugiados e suportem comunidades de acolhimento de migrantes. Depois de ter chegado a um entendimento através da transferência de seis mil milhões de euros a Ancara, a Comissão Europeia perspectiva entregar outros três mil milhões ao Governo turco e 2.200 milhões aos outros países.

Este pode ser um mal menor para os países da UE não terem a pressão da entrada de vagas de migrantes, mas não deixa de ser um pagamento a outros Estados que se aproveitam do tráfico humano e nada fazem para o suster, pois até lucram com isso.

O mesmo se passa, agora, na fronteira da Bielorrússia com a Polónia, onde centenas de migrantes se acumulam na esperança de entrar na União Europeia. O mais curioso é a explicação do ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov: “A origem do problema está na política que os países da NATO e da UE têm praticado em relação ao Médio Oriente e ao Norte de África, tentando impor uma interpretação própria dos valores democráticos”!…

Mas a questão não está apenas aqui. Lavrov, deixou cair a máscara e questionou ainda a razão para a UE ter concedido dinheiro à Turquia para lidar com o fluxo de refugiados da Síria e não fazer agora o mesmo com a Bielorrússia.

Não é de todo fácil resolver estas situações, até porque, no seio da União Europeia, a pandemia de covid-19 “ressuscitou” a retórica antissemita e deu origem a “novos mitos e teorias conspirativas, culpando os judeus” pela actual crise sanitária, de acordo com um relatório da UE. Isto tem-se passado na República Checa, na Alemanha e em França, entre outros países. Parece que muitos ainda não sabem que o novo coronavírus SARS-CoV-2, responsável pela doença covid-19, foi identificado pela primeira vez em Janeiro de 2020 na China, na cidade de Wuhan.