Coimbra  24 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Luís Santos

Ângulo Inverso: A comunicação está do avesso

9 de Outubro 2020

Telejornais Trump

Liga-se a televisão, em qualquer canal, e apesar de as notícias serem lidas em português ousamos pensar que mudámos de país!

As eleições presidenciais portuguesas aproximam-se e as imagens e notícias de abertura de todas as televisões são dos EUA…

A pandemia de covid-19 está a alastrar pelos lares de idosos, em Portugal, e os números de infectados não pára de aumentar, mas somos bombardeados, no início dos telejornais, pela saída do presidente norte-americano do hospital.

Aqui ao lado, em Espanha, ou em França e Itália, ainda neste continente e pertencentes à mesma União Europeia que nós, o novo coronavírus progride e existem milhares de pessoas afectas por cheias, mas ouvimos e vemos Donald Trump, depois de ter tido alta do internamento por covid-19, a anunciar que tenciona participar no debate eleitoral com o candidato democrata na corrida à Casa Branca, Joe Biden, no próximo dia 15,

Com a “papinha” toda feita com múltiplas “peças” feitas pelas cadeias de televisão norte-americanas, as portuguesas “engolem” tudo e editam com grande destaque, desconsiderando a produção jornalística própria. E se há um correspondente, faz um directo, nem que seja “falso” (foi previamente gravado e não se diz ao telespectador), para ele repetir tudo o que já foi dito e redito.

O que nos vale é que agora há uma série de jogos da Selecção Nacional para retirar Trump da abertura dos telejornais, colocando o futebol em destaque, como acontece no resto do ano. Não acontece mais nada em Portugal, mas as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto não são flor que se cheira, quanto à pandemia…