Coimbra  24 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

João Pinho

A sinfonia dos “Ses”

28 de Maio 2021

Se decides é porque decides. Se não decides é porque não decides. Se avanças é porque avanças, se não avanças é porque não avanças. Se dizes sim, é porque dizes sim, se dizes não é porque dizes não. Se falas é porque falas, se não falas é porque não falas. Se acreditas é porque acreditas, se não acreditas é porque não acreditas.

Se respondes é porque respondes, se não respondes é porque não respondes. Se vais à luta é porque és lutador em demasia, se não vais é porque és cobarde. Se tens obra é porque tens obra, se não tens obra é porque não tens. Se és honesto é porque tens honestidade, se és humilde é porque tens humildade, se és trabalhador é porque trabalhas muito.

Se te ris devias ter chorado, se choras és fraco, se não choras és duro, se és duro, não tens coração, se não tens coração, serves para uns, não serves para os outros. Se choras devias ter sorrido, se te atacam não deves atacar, se atacares estás a dar palco a quem te ataca, se és político não o devias ser, se o não és devias ser.

Se queres o melhor há sempre quem queira melhor do que tu, se não queres o melhor é porque queres o pior. Se vais ao terreno devias estar no gabinete, se estás no gabinete devias ir ao terreno.

Se dás o peito às balas és maluco, se não dás és doido. Se queres construir, logo te destroem, se não queres construir és uma força de obstáculo. Não queres ser julgado, mas todos te julgam, se todos te julgam cada um tem a sua opinião, mas tu não podes ter opinião, pois estás em escrutínio continuado.

Se és desonesto pouco importa para a clientela, se não és humilde pouco importa também, se não és trabalhador, menos importa ainda, se és vigarista aplaudem-te: aliás quanto vale um vigarista simpático? E um cidadão impoluto tem o mesmo valor, mesmo não sendo tão simpático?

Se dizes basta, não te ouvem, se não o dizes, continuam a não te ouvir. Se expões os vícios é porque não expões as virtudes, se expões as virtudes devias ter exposto os vícios.

Se conheces como eu o caminho do bem, não haverá lugar à dúvida ou ao não. Serei sempre sim!

(*) Historiador e Investigador