Coimbra  24 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Comissão Concelhia da Figueira da Foz do Partido Comunista

À população da Freguesia de Quiaios

1 de Novembro 2020

1. O impasse criado na Junta de Freguesia de Quiaios deve-se unicamente aos elementos locais do Partido Socialista.

Não satisfeitos com o exercício de um mandato autárquico eivado de prepotência e ilegalidades a que o tribunal, felizmente para todos, pôs cobro, continuam a não aceitar que já não merecem a confiança da maioria dos eleitos na Autarquia de Quiaios e que, como tal, não têm condições para continuar à frente dos seus destinos.

2. Como já é da “praxe”, culpabilizam tudo e todos pela situação por eles criada e não têm a humildade democrática para reconhecer que defraudaram a população que neles votou, por força de uma gestão própria de uma “república das bananas”, onde prevaleceu o desempenho ditatorial da ex-presidente da Junta de Freguesia.

3. Considera o PCP que, neste momento, o que está a acontecer em Quiaios não são mais do que manobras dilatórias com vista a arrastar este processo tanto quanto possível, de forma a evitar dar de novo a voz à população de Quiaios, quem sabe devido ao receio de um resultado que poria fim às ambições pessoais do Sr. Ricardo Santos que, contra ventos e marés, quer ser o novo presidente da JF.

4 . Compete ao PS assumir as suas responsabilidades e demitirem-se em bloco, pois todos são culpados pela forma desrespeitosa da legalidade com que deram cobertura a um mandato execrável, deixando assim que o processo siga o curso normal e previsto nas leis que regem o Poder Local.

Novembro de 2020

A Comissão Concelhia da Figueira da Foz do Partido Comunista Português