Coimbra  13 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Voto antecipado para as Europeias decorre este domingo na Escola Secundária Avelar Brotero

1 de Junho 2024 Jornal Campeão: Voto antecipado para as Europeias decorre este domingo na Escola Secundária Avelar Brotero

É já este domingo que vai decorrer, das 8h00 às 19h00, na Escola Secundária de Avelar Brotero, o Voto Antecipado em Mobilidade para as Eleições Europeias. Irão funcionar 15 mesas de voto no local para o concelho de Coimbra, devendo os cidadãos inscritos dirigir-se à mesa de voto, identificar-se (de preferência através do Cartão de Cidadão ou do Bilhete de Identidade) e indicarem a freguesia onde estão recenseados. Depois de votarem, ser-lhes-á entregue uma vinheta de segurança comprovativa do exercício do direito de voto.

Esta operação de voto antecipado já decorreu, também, no Estabelecimento Prisional de Coimbra, no Centro Educativo dos Olivais e no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra, que contou com 75 votantes.

A operação é coordenada pela CM de Coimbra, através de uma equipa multidisciplinar constituída para o efeito, composta por cerca de 35 elementos de várias Unidades Orgânicas da autarquia e orientada pelo DAG. Este Departamento da Câmara Municipal tem mesmo uma equipa de apoio permanente, que acompanha todo o processo eleitoral. Na semana seguinte ao voto antecipado, os votos serão distribuídos equitativamente pelas freguesias de Coimbra, para que no dia da eleição as mesas de voto os descarreguem nos cadernos eleitorais, que, nesta eleição, serão desmaterializados.

Trata-se de uma megaoperação que envolve diversas entidades, tais como câmaras municipais, forças de segurança, tribunais, juntas de freguesia, Comissão Nacional de Eleições, Administração Eleitoral do Ministério de Administração Interna, edifícios públicos e privados, entre outros.

Esta foi a última das três eleições que se realizam este ano e que exigem a mobilização de uma equipa da autarquia formada para o efeito, composta, no total, por 35 elementos fixos, aos quais juntam, se necessário, trabalhadores de outras Unidades Orgânicas. A primeira foi a Eleição Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a segunda as Eleições Legislativas de 10 de Março e a terceira vai decorrer no dia 9 de Junho, para o Parlamento Europeu. Para além da logística em torno das eleições, cada acto eleitoral exige procedimentos administrativos com respostas rápidas, de acordo com as orientações da Comissão Nacional de Eleições e da Administração Eleitoral do Ministério da Administração Interna.