Coimbra  14 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Utentes estão mais satisfeitos com os serviços prestados pelos SMTUC

28 de Abril 2021 Jornal Campeão: Utentes estão mais satisfeitos com os serviços prestados pelos SMTUC

Os utentes dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) estão mais satisfeitos com o serviço prestado. Esta é a conclusão do inquérito realizado aos utentes no ano passado, no âmbito do sistema de gestão de qualidade implementado nos SMTUC.

Estes inquéritos realizam-se de dois em dois anos e, em 2020, é evidente que o índice de satisfação dos utentes melhorou praticamente em todos os itens avaliados relativamente ao ano de 2018.

Os utilizadores das linhas regulares, do transporte especial e dos parques de estacionamento dos SMTUC estão, na generalidade, mais satisfeitos com o serviço prestado durante os dois últimos anos. O índice de satisfação dos utentes melhorou em praticamente todas as vertentes. Os utilizadores das linhas regulares avaliaram o serviço de acordo com cinco critérios: informação disponível, qualidade do serviço, contribuição para a sociedade, imagem da empresa e comunicação com os serviços administrativos. No geral, 90,3% dos inquiridos afirmou estar satisfeito ou muito satisfeito com os serviços prestados, enquanto apenas 9,7% dos inquiridos assumiram estar insatisfeitos ou muito insatisfeitos. O grau de satisfação médio é de 76,16%, um valor bem superior ao registado em 2018, de 62,8%.

Mais particularmente, no que diz respeito à informação disponível, 91,4% dos inquiridos revelou estar satisfeito ou muito satisfeito, enquanto apenas 8,6% afirmou estar insatisfeito ou muito insatisfeito. Já quanto à qualidade do serviço, 91,2% dos inquiridos revelou estar satisfeito ou muito satisfeito, sendo que apenas 8,8% disse estar insatisfeito ou muito insatisfeito. Relativamente à contribuição para a sociedade, 89,2% referiu estar satisfeito ou muito satisfeito e 10,8% afirmou estar insatisfeito ou muito insatisfeito. Quanto à imagem da empresa, 86,6% mostrou-se satisfeito ou muito satisfeito e 13,4% insatisfeito ou muito insatisfeito e, por fim, no que diz respeito à comunicação com os serviços administrativos, 93,1% disse estar satisfeito ou muito satisfeito e 6,9% insatisfeito ou muito insatisfeito.

Já no que concerne a requisitos mais específicos, nomeadamente ao facto do serviço de transporte satisfazer todas as necessidades dos inquiridos, 63,3% afirmou que sim, que satisfaz todas, apontando a rapidez da viagem (39,6%) como o principal motivo que o levaria a utilizar mais vezes o transporte público.

Os mesmos cinco critérios (informação disponível, qualidade do serviço, contribuição para a sociedade, imagem da empresa e comunicação com os serviços administrativos) foram também avaliados pelos utentes dos transportes especiais. O grau de satisfação médio registado foi, neste caso, 77,6%, um valor ligeiramente superior ao registado em 2018, de 76,1%. A maioria dos inquiridos considerou, ainda, que este serviço de transporte satisfaz quase todas as suas necessidades (63,6%), sendo que 36,4% considerou que satisfaz todas as necessidades. Um horário mais adequado (41,7%) foi apontado como o principal motivo que o levaria a utilizar mais vezes esse transporte público.

Já no que diz respeito à utilização dos parques de estacionamento, foram avaliados quatro critérios: informação disponível, atendimento, qualidade do serviço e localização do parque. Os utentes inquiridos classificaram o serviço, na sua globalidade e contabilizando os parques alvo de inquérito (parques do Mercado D. Pedro V, Parque Verde do Mondego, Praça das Cortes e Casa do Sal), com 3,26 pontos numa escala de 0 a 5, aumentando ligeiramente a avaliação dada em 2018, de 3,11 pontos. A disponibilidade de lugares para pessoas com mobilidade reduzida foi um dos factores apontados para melhorar este serviço prestado pelos SMTUC, que vão continuar a trabalhar para melhorar estes índices e o serviço prestado aos cidadãos.

Recorde-se que os SMTUC são um serviço municipalizado da Câmara Municipal de Coimbra, suportado pelos cofres municipais, representando um investimento anual superior a nove milhões de euros.