Coimbra  27 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Universidade de Coimbra lidera consórcio para melhorar oferta formativa

13 de Setembro 2021 Jornal Campeão: Universidade de Coimbra lidera consórcio para melhorar oferta formativa

A Universidade de Coimbra lidera um consórcio com mais de 100 parceiros para um projecto orçado em 30 milhões de euros que prevê, entre outras acções, melhorar e diversificar a oferta formativa.

O projecto foi candidatado ao Programa Impulso jovens STEAM & Programa Impulso Adultos, do Plano de Recuperação e Resiliência, numa iniciativa orçada em cerca de 30 milhões de euros e que conta outras quatro instituições do ensino superior como copromotoras (os Institutos Politécnicos da Guarda e de Viseu, Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e Universidade dos Açores).

Com mais de 100 parceiros envolvidos na candidatura, o projecto pretende que seja possível dar “um salto qualitativo até 2025”, alterando a forma de funcionamento da Universidade de Coimbra, com “mais internacionalização e uma acção territorial mais forte”, disse o reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, esta segunda-feira, na apresentação da iniciativa.

Segundo o responsável, um dos pontos-chave do projecto passa pelo aumento e diversificação da oferta formativa, quer para jovens, quer para adultos, com a criação de cursos conferentes de grau – mestrados de apenas um ano e com uma “parte importante” do tempo nas empresas -, assim como pós-graduações, com ligação ao tecido empresarial da região e com uma aposta “forte” nas áreas da saúde e da informática.

Amílcar Falcão notou que os números de formação contínua e pós-graduada “têm sido residuais”, sendo que este projecto pretende alterar esse paradigma, num momento em que “as pessoas têm de adquirir novas competências”.

Nesse sentido, haverá uma atenção à formação que permita “a quem já está no meio” adaptar-se e atualizar-se, mas também uma oferta que ajude à reconversão de carreiras numa fase de transição digital da economia e da sociedade, explicou.

“O programa ‘Acertar o rumo’ [apoio à reconversão para a área das tecnologias de informação] tem sido um sucesso completo e, entre outras coisas, vamos replicar o ‘Acertar o rumo’, dar-lhe mais lume, mas também apostar noutras áreas”, vincou.

Segundo Amílcar Falcão, o consórcio envolve mais de 70 municípios dos 100 da região Centro, assim como dezenas de empresas, procurando uma ligação entre todo o território.

Para além da oferta formativa, o projecto prevê também a requalificação de vários espaços e a adaptação de salas de aula para garantir uma Universidade ajustada às novas necessidades, apostando-se também no ensino à distância.

“A aposta no ensino à distância vai ser muito maior e profissional. A operação da Universidade de Coimbra será diferente do passado e será completamente disruptiva e que nos colocará ainda mais na trajectória da internacionalização”, acrescentou, salientando que a instituição passará a ter uma espécie de “nona Faculdade”.

Na cerimónia, esteve também presente o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, entidade que também é parceira no projecto.

Para o autarca, a candidatura representa também uma “ligação próxima entre cidade e Universidade”, salientando que a importância da diversificação e melhoria da oferta formativa. “Com cidadãos melhor formados, garantidamente teremos mais empregabilidade”, realçou.