Coimbra  4 de Dezembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Universidade de Coimbra dinamiza “Conferências CEIS20”

27 de Outubro 2021 Jornal Campeão: Universidade de Coimbra dinamiza “Conferências CEIS20”

O Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20), da Universidade de Coimbra (UC), encontra-se a dinamizar o ciclo “Conferências do CEIS20”. A segunda conferência deste ciclo realiza-se no dia 5 de Novembro, pelas 18h00, no Museu Nacional Machado de Castro (MNMC), e terá Cristina Roldão para abordar o tema “Algumas notas sobre o racismo em Portugal”.

Este ciclo de conferências decorrerá ao longo do presente ano lectivo e tem como objectivo trazer ao CEIS20 nomes de referência em várias áreas do saber.

Até ao fim de 2021, o CEIS20 terá ainda a oportunidade de acolher, no dia 17 de Dezembro, o historiador de arte Johan Lagae, que irá apresentar a comunicação “‘Pour Matadi la question [de la ségrégation] est encore plus grave qu’ailleurs’: The making and shaping of a Congolese port city during the interwar years”.

Cristina Roldão é socióloga e tem sido uma das vozes mais activas no debate acerca do racismo em Portugal nos últimos anos. Os seus principais domínios de pesquisa incluem as desigualdades escolares, os processos de racismo institucional experienciados por afrodescendentes, bem como a história da resistência negra na sociedade portuguesa. Foi coordenadora do “Roteiro para uma Educação Antirracista” (Setúbal, 2019); co-coordenou a 7.ª Conferência Internacional Afroeuropeans: “In/Visibilidades Negras Contestadas” (Lisboa, 2019) e a edição comemorativa dos 110 anos do jornal “O Negro” (Lisboa, 2021). É autora do artigo “Feminismo Negro: Falta contar-nos” (Público, 2019) e co-autora de “Caminhos escolares de jovens africanos (PALOP) que acedem ao ensino superior” (Lisboa, 2016); “A Presença Negra na Cidade de Setúbal, sec. XVI a XVIII (Setúbal, 2019) e “Não Posso Ser Quem Somos?” (Lisboa, 2020). Fez parte do Grupo de Trabalho Censos 2021 – Questões “Étnico-Raciais” (2018/19) e do Grupo de Trabalho para a Prevenção e o Combate ao Racismo e à Discriminação (2021).