Coimbra  24 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

União das Freguesias de Coimbra destaca-se no apoio prestado durante a pandemia

25 de Agosto 2023 Jornal Campeão: União das Freguesias de Coimbra destaca-se no apoio prestado durante a pandemia

A União das Freguesias de Coimbra (UFC) tem vindo a ser reconhecida como uma das freguesias que mais apoiou os seus residentes durante o desafiante período pandémico de 2020. Um recente despacho autorizou a concessão de apoios financeiros para enfrentar as despesas públicas emergenciais relacionadas com a pandemia da covid-19, onde a UFC se destacou.

De acordo com os dados agora revelados, a UFC destaca-se como a freguesia líder no Concelho de Coimbra, no Distrito e na região Centro, demonstrando a sua influência a nível nacional ao conquistar a 4.ª posição entre todas as freguesias do país no que diz respeito aos apoios concedidos, excluindo as freguesias de Lisboa, que vivenciam uma realidade financeira distinta.

O presidente da UFC, João Francisco Campos, partilhou que o governo oficialmente apoiou a freguesia com um montante de 47.630,80 euros. No entanto, sublinhou que esta quantia não representa completamente o alcance dos apoios fornecidos, uma vez que muitas iniciativas não puderam ser contabilizadas com base na metodologia adoptada. Especificamente, João Francisco Campos realçou a relevância das ajudas relacionadas com a educação, incluindo a disponibilização de equipamento informático e acesso à internet, elementos que não foram incluídos nos números divulgados.

A UFC abraçou a missão de proteger os seus cidadãos mais vulneráveis, desde os jovens até aos idosos, considerando-a de extrema importância. Muitos projectos foram temporariamente interrompidos para priorizar esta iniciativa.

“Compreendemos que, perante o desconhecido, não poderíamos simplesmente ficar à espera. Mobilizámo-nos e estou convicto de que liderar diversas acções contribuiu para mitigar o impacto da pandemia e, consequentemente, inspirou outras entidades a reagirem de forma mais célere”, afirmou João Francisco Campos.