Coimbra  21 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

UF de Coimbra oferece ‘kit’ seguro a todos os votantes no domingo

21 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: UF de Coimbra oferece ‘kit’ seguro a todos os votantes no domingo

Manuel Lobão, João Francisco Campos, Carlos Pinto e Hélder Abreu

Uma esferográfica, um toalhete com gel desinfectante e uma máscara integram o ‘kit’ que a União de Freguesias (UF) de Coimbra vai oferecer a todos os que forem votar, domingo, nas eleições Presidenciais.

O presidente da Junta da UF de Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu), João Francisco Campos, assegura “todas as condições de segurança” para quem irá votar, assim como para os elementos que integram as mesas de voto.

“Estas eleições decorrem em circunstâncias diferentes e em todos os locais estarão elementos desta União de Freguesias para ajudar, entregando, também, um papel indicando o número da mesa onde o eleitor irá exercer o direito de voto”, explicou o autarca.

Na área da UF de Coimbra, onde costumam votar entre 6 000 a 7000 pessoas, dos cerca de 13 000 recenseados, os locais de voto são cinco, com um total de 14 mesas, localizados na Escola José Falcão; na Escola Jaime Cortesão, na Escola de S. Bartolomeu; na Escola de Almedina; e no Centro Social e Paroquial da Pedrulha. Nestas eleições a votação deixa de se realizar na Escola da Pedrulha, por esta ter sido cedida pela Câmara Municipal à Protecção Civil,

João Francisco Campos, na conferência de Imprensa realizada hoje, anunciou que foram criados circuitos próprios nas escolas José Falcão e Jaime Cortesão, assim como no Centro Social da Pedrulha, com entrada e saída diferenciadas, para que as pessoas não se cruzem. Nos outros dois locais, onde não foi possível, existem separadores.

Sobre o acto eleitoral de domingo, o autarca fez um reparo à Câmara de Coimbra, por não ter efectuado uma reunião preparatória, limitando-se a remeter documentos e a referir que as Juntas de Freguesia são responsáveis pela desinfecção das cabines de voto, quando um dos anexos, da Direcção-Geral da Saúde, refere que isso compete ao Município.

O presidente da UF de Coimbra diz ter as 70 pessoas necessárias para constituir todas as mesas de voto, mas reconhece que tem sido difícil manter este número, com a bolsa de recrutamento sem pessoas disponíveis.

João Francisco Campos sublinhou a atitude da Câmara de Coimbra em efectuar, no próximo sábado, testes covid-19 a todos os que vão integrar as mesas de voto no concelho, iniciativa que a UF de Coimbra já tinha preparado para fazer na sua área.