Coimbra  22 de Maio de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Turismo no Centro de Portugal supera recorde histórico e cresce 11,9% em 2023

31 de Janeiro 2024 Jornal Campeão: Turismo no Centro de Portugal supera recorde histórico e cresce 11,9% em 2023

Os resultados preliminares da actividade turística no país em 2023, divulgados esta quarta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), comprovam o desempenho excepcional do Centro de Portugal.

O ano passado foi o melhor de sempre para o turismo na região, que se destacou em vários indicadores, como o número de dormidas e de hóspedes, a taxa de ocupação e os proveitos totais.
Os dados do INE mostram que o Centro de Portugal recebeu quase 8 milhões de dormidas nos alojamentos turísticos entre Janeiro e Dezembro de 2023 – mais concretamente 7.965.898. Este valor, nunca antes alcançado pela região, representa um aumento significativo de 11,6% em comparação com 2019, que era o ano de referência na actividade turística no Centro de Portugal. Se compararmos com 2022, a subida é ainda mais impressionante, na ordem dos 11,9%.
Este grande acréscimo de dormidas em 2023 na região verificou-se tanto nas dormidas dos visitantes nacionais como dos que chegaram de fora do país. As dormidas de residentes em Portugal subiram de forma expressiva: tinham sido 4.016.888 em 2019 e os números preliminares de 2023 apontam para 4.663.421. Uma subida de 16,1%, que mostra que o território do Centro de Portugal atrai cada vez mais visitantes de outras regiões nacionais.
Ao mesmo tempo, as dormidas de visitantes internacionais continuaram a aumentar. Os números preliminares de 2023 indicam um aumento de 5,9%, em relação a 2019, totalizando 3.302.477 dormidas.

 

Taxa de ocupação está em alta

Os números positivos da região comprovam-se igualmente no indicador do número de hóspedes. No total, o Centro de Portugal recebeu mais de 4,46 milhões de hóspedes em 2023, mais 349 mil do que em 2019, melhor ano até agora. Ou seja, em 2023, a região foi visitada por mais 8,5% de hóspedes.

Um indicador também revelador da grande dinâmica do turismo na região é a taxa líquida de ocupação-cama nos estabelecimentos de alojamento turístico, que expressa a percentagem de camas ocupadas durante o ano. Em 2023, esta taxa atingiu os 33,7%, contra os 32,8% de 2019.

Os dados revelados pelo INE não incluem ainda os proveitos totais nos estabelecimentos de alojamento turístico, faltando os números de Dezembro. No entanto, até Novembro, os proveitos já ultrapassavam o total do ano de 2019:  432,6 milhões de euros, de Janeiro a Novembro de 2023; e 355,4 milhões em todo o ano de 2019.

Anabela Freitas, vice-presidente da Turismo Centro de Portugal, destaca a importância desses resultados: “Os números preliminares de 2023 são extremamente positivos para o Centro de Portugal. Este pode ter sido o ano em que a região alcançou o marco histórico das 8 milhões de dormidas e dos 4,5 milhões de hóspedes, ou esteve muito perto de o fazer. São dados muito encorajadores, que demonstram a grande pujança da actividade turística no território e que mostram que o Centro de Portugal é um destino de excelência, que oferece uma diversidade de experiências e produtos turísticos para todos os gostos e preferências”.

“Estes resultados tão promissores devem-se, acima de tudo, ao grande esforço dos empresários da região, que diariamente encontram novas formas de ultrapassar os desafios, apresentando novos produtos turísticos e melhorando os já existentes. Estão também de parabéns toda a equipa da Entidade Regional de Turismo, as autarquias, as comunidades intermunicipais, as associações e os restantes parceiros, que em conjunto descobrem novas formas de aumentar a atratividade do Centro de Portugal”, acrescenta.