Coimbra  24 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Turismo do Centro promove Fátima na Coreia do Sul

11 de Setembro 2017

O Turismo do Centro e a Agência Regional de Promoção Turística Centro de Portugal viajaram até à Coreia do Sul para promover Fátima e toda a zona Centro do país, enquanto destino de excelência para o turismo religioso.

A promoção esteve inserida numa visita empresarial organizada pela Associação Empresarial de Ourém-Fátima (ACISO) e incluiu o seminário “Fátima, o Centro Espiritual de Portugal”, com as intervenções do presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do director do Turismo de Portugal, Filipe Silva, e do presidente da ACISO, Domingos Neves.

Nesta visita foi, também, apresentado um filme em realidade virtual sobre Fátima e alguns dos momentos importantes das celebrações, como a procissão das Velas e a procissão do Adeus. Foi, ainda, lançado o Directório de Turismo Religioso do Centro de Portugal, uma listagem de empresas que operam na área, produzida pela ACISO e que contou com o apoio do Turismo do Centro de Portugal. A missão empresarial não terminou sem antes ter lugar um atelier para profissionais do sector do turismo, membros da igreja e organizadores de viagens de peregrinação.

Segundo Pedro Machado, “o mercado da Coreia do Sul é estratégico para Fátima e para o Centro de Portugal”, já que em 2005 foi o terceiro mercado internacional de Fátima. Nesse ano, de acordo com dados do INE, foram mais de 40 000 as dormidas de visitantes daquele país asiático. Em 2017, a ACISO estima que este mercado represente 60 000 noites.

“Esta missão empresarial em que o Turismo Centro de Portugal e a Agência Regional de Promoção Turística Centro de Portugal estão inseridos é o reconhecimento de que o mercado da Coreia do Sul é estratégico para Fátima e para o Centro de Portugal. De ano para ano, são cada vez mais os visitantes que chegam a Fátima oriundos deste país, que é já o terceiro mercado mais importante”, adianta o presidente do Turismo do Centro, sublinhando que “é um mercado potencial imenso e a prova de que Fátima é, verdadeiramente, o Altar do Mundo”.

Cerca de 13 por cento dos 51 milhões de habitantes da Coreia do Sul são católicos e o seu número mais do que duplicou em duas décadas.

“Os visitantes de países mais distantes, como é o caso da Coreia do Sul, têm capacidade financeira para ficar em Portugal várias noites, até semanas, e conhecer o território em redor de Fátima. Assim, podem contribuir para o aumento do número de dormidas no Centro”, afirma Pedro Machado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com