Coimbra  24 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Transportes públicos sem restrições de lotação a partir de 28 de Junho

2 de Junho 2021 Jornal Campeão: Transportes públicos sem restrições de lotação a partir de 28 de Junho

Os transportes públicos só com lugares sentados vão deixar de ter limitações de ocupação a partir do dia 14 e os restantes em 28 de Junho, anunciou hoje o primeiro-ministro, no âmbito do novo plano de desconfinamento.

Após a reunião semanal do Conselho de Ministros, realizada no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, António Costa indicou as medidas a aplicar nas duas próximas fases do plano de desconfinamento, no âmbito da pandemia de covid-19.

De acordo com o líder do Executivo, a partir de 14 de Junho os transportes públicos “onde só existem lugares sentados podem operar com a lotação a 100%”, enquanto nos que dispõem de lugares sentados e em pé a capacidade será de “dois terços”.

Na segunda fase, a partir de 28 de Junho e até ao final de Agosto, os transportes públicos irão operar sem restrições de lotação, excepto as normais previstas para o seu funcionamento.

Em 04 de Maio de 2020, os transportes públicos começaram a circular com lotação máxima de dois terços da sua capacidade e os utentes a usar obrigatoriamente máscaras ou viseiras, prevendo-se coimas entre 120 e 350 euros em caso de incumprimento.

A utilização de máscaras ou viseiras nos transportes públicos foi obrigatória ainda antes de ter sido tornada obrigatória na via pública.

Após o fim do primeiro estado de emergência do ano passado, e no âmbito do plano de desconfinamento aplicado então, os transportes públicos repuseram o horário integral e reforçaram a oferta para responder ao cumprimento da lotação máxima de dois terços da sua capacidade.

A validação de títulos voltou a ser obrigatória por parte dos utentes, depois de ter estado suspensa nas primeiras semanas da pandemia.

O Governo decidiu prolongar hoje a situação de calamidade em território nacional até 13 de Junho, no âmbito do combate à pandemia da covid-19.