Coimbra  19 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Titanic “encalhado” até domingo no Exploratório

28 de Dezembro 2018

A exposição “Titanic – A reconstrução” continua “encalhada” no Exploratório de Coimbra até este domingo (30), com uma actividade especial de “descoberta dos talheres” do emblemático navio.

“Reza a história que na primavera de 1912, um grupo de pescadores a bordo do lugre Trombetas, da Lusitânia, companhia da Figueira da Foz, pescaram das águas geladas dos mares do Norte uma cómoda que boiava próximo do lugar onde o Titanic tinha colidido com um iceberg, a 14 de Abril. Com maior ou menor dificuldade, dependendo dos relatos, lá se conseguiu abrir as gavetas do móvel, descobrindo-se um conjunto de talheres marcados com a estrela da White Star Line, empresa a operar o Titanic”, refere o Exploratório.

Depois de regressar a terra, “o capitão deu conta do achado ao armador, na Figueira da Foz, que não terá dado grande importância ao assunto, aconselhando o capitão Frade [alcunha de João Francisco Grilo] a levá-los para Ílhavo, de onde era natural, ficando com alguns talheres e distribuindo os restantes por familiares e amigos”.

Ana Maria Lopes é, hoje, a detentora de tais objectos raros (herdados pelo avô – capitão Pisco), dando assim origem à história “Os talheres mágicos do Titanic”, um livro com texto de Paulo Trincão e ilustração de Cristina Sampaio, destinado aos mais jovens leitores, com base na história original contada ao agora director do Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra na primeira pessoa.

Os “talheres mágicos” são o mote para a história e o livro e deram origem a um conjunto de actividades a juntarem leitura e ciência para os mais novos.

Mas a história não acaba aqui, até porque Miguel Amaral, residente na Figueira da Foz e proprietário de mais um conjunto de talheres do Titanic.

A exposição (e os talheres) podem ser redescobertos, até domingo, entre as 10h00 e as 18h00.

Recorde-se que, ainda no âmbito deste mostra única em Portugal, que se estreou na Expofacic 2018, em Cantanhede, foi sorteada uma réplica de um lavabo do Titanic. O concurso foi promovido pelo Exploratório entre os visitantes da exposição e a vencedora, Marta Cristo (da Lousã), recebeu uma reconstrução oficial realizada pela empresa espanhola Bathco. Uma réplica idêntica à sorteada foi entregue ao antigo presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, para adornar a sua nova residência, após a saída da Casa Branca.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com