Coimbra  25 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Teleassistência “Voz Amiga” apoiou cerca de 100 idosos de Coimbra em 2021

7 de Março 2022 Jornal Campeão: Teleassistência “Voz Amiga” apoiou cerca de 100 idosos de Coimbra em 2021

O programa municipal “Voz Amiga”, um serviço de teleassistência para idosos de Coimbra, permitiu apoiar cerca de 102 pessoas em 2021.

Os dados constam do relatório anual de avaliação da execução do programa, que foi analisado na reunião desta segunda-feira da Câmara Municipal de Coimbra.

A 31 de Dezembro de 2021, o programa municipal “Voz Amiga” prestava apoio a 102 pessoas, tendo obtido uma taxa de instalação global de equipamentos de teleassistência de 79,7%, abrangendo praticamente a totalidade das unidades territoriais do concelho de Coimbra.

O relatório anual de avaliação da execução do programa evidencia que a maioria dos beneficiários são mulheres, com 80 ou mais anos de idade, viúvas que vivem sozinhas e não possuem qualquer rectaguarda institucional.

Ao longo dos últimos três anos de implementação “tem-se vindo a assistir a uma consolidação significativa” do programa, “verificando-se um aumento gradual do número de beneficiários e, consequentemente, da taxa de instalação de equipamentos de tele-assistência”, pode ler-se no relatório, no qual se verifica ainda que o programa registou, neste mesmo período temporal, um aumento do número de beneficiários em cerca de 92,5%.

No relatório é também referido que os equipamentos de teleassistência dos actuais beneficiários foram instalados entre os anos de 2017 e 2021, tendo sido instalados 41 em 2021; 28 em 2020; e 22 em 2017.

Da análise efectuada mensalmente aos relatórios de incidências, enviados pela empresa Helpphone – Tecnologias de Comunicação, SA., que presta este serviço à autarquia conimbricense, regista-se que, em 2021, existiram 2.512 interacções, designadamente: 1.150 chamadas efectuadas ou recebidas para o serviço “Voz Amiga”, que visa fomentar a interacção e a participação social dos beneficiários, combatendo a solidão, bem como promover sentimentos de segurança; 127 testes ao sistema para verificação do adequado funcionamento dos equipamentos de teleassistência; 113 chamadas efectuadas para seguimento ou conclusão de incidências; 78 chamadas efectuadas para felicitação pelo aniversário dos beneficiários; 49 chamadas recebidas ou efectuadas para contactos informativos; 31 chamadas efectuadas para o Instituto Nacional de Emergência Médica / Bombeiros / Emergências; 24 chamadas recebidas ou efectuadas para contacto da rede de suporte dos beneficiários; 23 chamadas para actualização de dados, designadamente alteração de moradas dos beneficiários, de contactos telefónicos da rede de suporte, entre outros; e seis chamadas efectuadas para a Polícia de Segurança Pública / Guarda Nacional Republicana.

Deste modo, face ao exposto no relatório, “bem como atendendo a que o isolamento social e a solidão das pessoas idosas residentes no concelho de Coimbra são um problema social reconhecido e descrito no Diagnóstico Social do Concelho de Coimbra – 2018, considera-se que a Câmara Municipal de Coimbra deverá continuar a implementar o programa municipal Voz Amiga”, conclui o relatório.

Este é um programa municipal totalmente gratuito que visa, designadamente, combater sentimentos de solidão, promover a segurança e incitar a integração social das pessoas idosas, muitas vezes isoladas e sós, sem familiares ou vizinhos por perto para conversar ou que as possam socorrer, estando disponível a qualquer hora do dia e da noite, todos os dias do ano, incluindo fins de semana e feriados.

Perante qualquer tipo de situação de emergência, agravamento do estado de saúde ou até por motivo de insegurança ou solidão, o beneficiário apenas tem de pressionar o botão do sistema de comunicação fixo ou móvel do seu equipamento de teleassistência. Este alarme chega de imediato a uma central de assistência telefónica. Consoante o motivo que levou o beneficiário a pressionar o botão, o operador da central telefónica irá accionar de imediato o meio mais adequado, tal como enviar uma ambulância, a polícia e/ou os bombeiros ao domicílio da pessoa ou até estabelecer contacto telefónico, a pedido do beneficiário, com familiares, amigos, vizinhos ou outras pessoas para que estes lhe possam prestar auxílio. Ao accionar o botão é possível, ainda, que um operador da central telefónica converse com o beneficiário, fomentando a sua interacção e participação social, bem como promovendo sentimentos de segurança.

Actualmente, para aderir ao programa municipal “Voz Amiga” é necessário: residir no concelho de Coimbra (factor obrigatório); estar socialmente isolado (individual ou casal) (factor obrigatório); ter idade igual ou superior a 65 anos (factor preferencial).