Coimbra  4 de Agosto de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Tecnologia e economia circular são mote para centro de competências em Coimbra

8 de Abril 2021 Jornal Campeão: Tecnologia e economia circular são mote para centro de competências em Coimbra

A Universidade de Coimbra (UC) e a ‘The Loop Co.’, empresa ligada à economia circular, uniram esforços para colaborar num centro de competências baseado naquele modelo económico e na tecnologia para dar novas oportunidades de trabalho aos estudantes.

Esta parceria tem como objectivo “capacitar alunos com novas ferramentas tecnológicas e experiência na área de economia circular, através de diferentes iniciativas”, colaborando em projectos de investigação, teses e estágios no novo centro de competências partilhado.

Um dos projectos passa pela criação da ‘Loop Academy’, “para formar alunos com as competências tecnológicas necessárias para ingressar no mercado de trabalho”, referem as empresas. Uma academia prática que “vai proporcionar aos alunos três meses de formação em diferentes tecnologias, sem custos associados e com a atribuição de bolsas mensais, bem como ainda um certificado que comprove a sua frequência”, afirmaram.

No final da formação, os estudantes têm contrato de trabalho garantido na The Loop Co. ou numa empresa parceira.

A primeira academia irá focar-se na tecnologia APPIAN (que permite desenvolver aplicações de software para empresas) e é dedicada “a qualquer recém-licenciado ou mestre em áreas de engenharia”, que se podem candidatar até dia 20.

O centro de competências irá ainda atribuir uma bolsa de mestrado na área de Engenharia de Softwares “que, além de apoiar um aluno a fazer o mestrado, vai também apoiar o seu projecto de investigação, que contribuirá para um maior desenvolvimento da tecnologia sustentável”, adianta.

Manuel Tovar, cofundador da ‘The Loop Co.’, afirma que a relação da empresa com a Universidade de Coimbra “não é recente”.

“Muito do talento da empresa veio exatamente da Universidade e, agora, ao assinarmos este protocolo, assumimos uma estrutura institucional de forma a permitirmos que ambas as instituições evoluam nas áreas da sustentabilidade, tecnologia, investigação e desenvolvimento”, declarou.

O cofundador afirma ainda que “neste centro de competências conjunto são priorizados âmbitos como a digitalização e a sustentabilidade, que serão determinantes para o futuro e sobre os quais o trabalho irá assentar”.

Já o reitor da UC, Amílcar Falcão considera que a parceria “é uma oportunidade de crescimento para ambas as instituições”, para que estas, juntas, contribuam “para um futuro da tecnologia cada vez mais sustentável”.