Coimbra  26 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Tábua muda designação da feira do queijo para agregar todos os sabores

7 de Fevereiro 2019

Ricardo Cruz e Mário Loureiro, vice e presidente da Câmara Municipal de Tábua, explicaram as mudanças nos 30 anos da tradicional feira do queijo

 

De 09 a 10 de Março, o Pavilhão Multiusos de Tábua recebe a comemoração dos 30 anos da tradicional feira do queijo que, este ano, ganhou um novo conceito “Tábua de queijos e sabores da Beira”.

O certame celebra, em 2019, 30 anos de existência e, por isso, a Câmara Municipal de Tábua quis dar-lhe outra designação, não perdendo nunca a sua essência e qualidade, mas abrangendo todos os produtos da feira.

O nome foi escolhido para “dar dignidade a todos: expositores, produtores, visitantes e freguesias de Tábua”, afirmou Mário Loureiro, presidente da autarquia de Tábua, justificando a mudança de nome.

“Temos a preocupação de manter o evento sempre com qualidade, algo que tem sido a tónica nos últimos anos”, explicou o presidente da Câmara, sublinhando que a feira “tem vindo sempre a crescer”.

Outra particularidade desta próxima edição é o facto de ser realizada no renovado Pavilhão Multiusos, “um espaço com um grande investimento e com condições de excelência, quer no interior como na zona envolvente, para receber as milhares de pessoas que virão ao evento”, realçou o autarca.

Quanto aos produtos, esses são já de “qualidade reconhecida” e entre os quais está, claro, o queijo da Serra da Estrela, os enchidos, o mel, o pão, compotas, ou o famoso vinho do Dão. “Temos de valorizar o que é nosso, os nossos produtos de excelência e catapultá-los cada vez mais”, ressalvou.

“Este evento é uma mais-valia para a região, que a faz crescer em termos de qualidade, além de ser uma grande festa de promoção do concelho, fazendo-o agora de outra forma”, notou Mário Loureiro, adiantando que “os visitantes consomem na feira mas também levam para casa”.

No certame, que decorrerá nos dois pisos do Pavilhão Multiusos, os visitantes poderão encontrar tasquinhas, bancas de produtos endógenos, zona de padarias e doçaria; stands para demonstração de artes e ofícios; de artesanato e também de produtos da quinta/fruta e frutos secos.

Ainda no piso zero, haverá uma zona exclusiva para crianças e jovens, dinamizada com diversos ateliers.

Já no primeiro piso, estará presente um espaço de ‘showcooking’; provas de vinhos; café e bar; stands institucionais; outros para apresentação de sementes, licores, vinhos e cerveja artesanal.

Mas, se as condições climáticas assim o permitirem, também na zona envolvente ao pavilhão haverá actividades. Desde logo com um espaço animal e agrícola/picadeiro; uma zona para se apresentar ao público o “Teatro mais pequeno do mundo”; o projecto ‘ClimAgir’ e, também e pela primeira vez, a possibilidade de passear de charret (percurso entre o Pavilhão e o Jardim de Sarah Beirão).

A programação da “Tábua de queijos e sabores da Beira” ainda não está definida, contudo, terá início logo a 08 de Março, com a comemoração dos 30 anos do certame.

A expectativa da organização é chegar aos 15 000 visitantes, um número que querem atingir já este ano, com as melhores condições proporcionadas quer aos expositores como a quem os visitar.

O evento tem um investimento que ronda os 10 000 euros e que “tem sido trabalhado de forma a reduzir custos e com muita criatividade”, além de “muito bem pensado e estruturado, mas com um retorno de excelência”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com