Coimbra  20 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Tábua adere à compostagem doméstica de bioresíduos

21 de Julho 2023 Jornal Campeão: Tábua adere à compostagem doméstica de bioresíduos

O Projecto COMPOSTÁBUA foi apresentado, na quarta-feira, no Espaço CULTIVA em Tábua, numa sessão bastante participada que comprova o interesse e disponibilidade das famílias tabuenses em aderir ao processo de compostagem doméstica de biorresíduos.

Este projecto, desenvolvido pelo Município de Tábua com o apoio do Fundo Ambiental e da CIM Região de Coimbra, tem por objectivo promover uma nova atitude por parte dos cidadãos na valorização dos biorresíduosprovenientes das actividades domésticas, nomeadamente da conservação de espaços verdes (folhas, ramos, relva, …) e da preparação e consumo de refeições (cascas de frutas e legumes, restos de pão, cascas de ovos, …), transformando-os em recursos que são devolvidos à natureza em forma de fertilizante natural dos solos.

Dirigido às famílias que possuem espaços verdes junto à habitação que permitam a instalação do respectivo compostor doméstico fornecido gratuitamente pelo Município, o COMPOSTÁBUA é um projecto-piloto que irá abranger nesta fase inicial 60 famílias e que evoluirá numa 2.ª fase para o envolvimento de Instituições, como IPSS, Escolas, Associações, alargando o número de beneficiários, numa estratégia de promoção da economia circular que visa reduzir o volume de resíduos depositados em aterro, com as vantagens ambientais e económicas que daí decorrem, nomeadamente o combate às alterações climáticas.

Para o Presidente do Município esta aposta na compostagem doméstica vem contribuir para que Tábua seja um exemplo ao nível da sustentabilidade ambiental do território, em que cada cidadão é convidado a participar num esforço colectivo de redução dos custos do serviço de gestão dos resíduos urbanos, salientando que em 2022 foram desperdiçadas em aterro 1.357 toneladas de bioresíduos produzidos no Concelho de Tábua, que poderão ser aproveitados em favor de um melhor ambiente e da promoção de uma agricultura mais sustentável.

Ricardo Cruz referiu ainda que este projecto é complementado com o trabalho a desenvolver pelos dois novos biotrituradores eléctricos adquiridos pelo Município, um dos quais será colocado ao serviço das freguesias do concelho, de forma a aproveitar e reciclar os desperdícios e bioresíduos verdes produzidos nas actividades de limpeza urbana como jardins, arruamentos, cemitérios, bermas de estradas, entre outras, sendo este um contributo adicional das Autarquias para esta missão colectiva de valorização ambiental.

Presente na sessão, José Portela da Associação de Municípios do Planalto Beirão, destacou a importância destes projectos e da disponibilidade de cada cidadão para a redução dos desperdícios que são encaminhados para aterro, dado que a capacidade de recepção e tratamento dos mesmos é limitada, pelo que todos temos de pensar na sustentabilidade futura dos territórios e do planeta.

Os interessados em aderir ao projecto COMPOSTÁBUA devem contactar os Serviços de Ambiente da Câmara Municipal de Tábua.