Coimbra  17 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Soure: Tradição de São Mateus mantém-se com a festa nas ruas da vila

21 de Setembro 2017

A vila de Soure celebra as suas maiores festas, a partir de hoje e até terça-feira (26), homenageando o seu padroeiro e dando destaque ao concelho e às suas gentes.

“Manter o São Mateus das feiras francas mais tradicionais”. É este o objectivo do presidente da Câmara, Mário Jorge Nunes, para as festas do concelho, que encerram em si todo um conjunto de diversas feiras que atraem públicos bastante distintos.

Este é o “maior e mais representativo evento de cariz cultural, económico, social e recreativo do concelho desde há vários séculos”, explicou o autarca sourense na apresentação das festas, na terça-feira (19), nos Paços do Concelho.

O São Mateus assume “particular relevância para os agentes económicos, com grande significado na dinâmica concelhia” e um modelo de organização e gestão que permanece inalterado, até porque, segundo o édil, as festas são feitas “para ocupar a vila e, como tal, haverá diversos pontos de animação em vários espaços do centro histórico”.

Por estes dias, Soure acolhe as quatro feiras tradicionais: da Madeira, das Nozes, das Cebolas, Franca ou Generalista e a Feira das Freguesias, com organização da autarquia, além da FATACIS – Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio, Industria de Soure, a cargo da Associação Empresarial de Soure (AES).

A realização destes vários eventos decorre em todo o centro histórico, por onde se esperam milhares de pessoas, desde sourenses, habitantes da região, do país e, também, emigrantes.

Com a chegada do fim-de-semana, o concelho “recebe a diáspora sourense, que vem de todos os pontos do país mas, também, do estrangeiro”, notou Mário Jorge Nunes, adiantando que “a oferta hoteleira está já esgotada em Soure, começando os visitantes a reservar já nos concelhos vizinhos”.

As festas têm início hoje, com o feriado municipal e a habitual sessão solene do Dia do Município (17h00), que inclui a inauguração do Espaço INES – Incubadora de Negócios e Empresas de Soure, bem como a abertura oficial da Feira das Freguesias (18h30) e da FATACIS (19h00).

O São Mateus vai contar com quatro palcos de animação (no Parque dos Bacelos; na avenida de Conselheiro Matoso; na praça da República e no Parque da Várzea), por onde vão passar artistas locais, além de nomes sonantes como Marco Paulo, Piruka, David Antunes & The Midnight Band, a banda alemã Bonfire, Emanuel e Mila Ferreira.

As festas contam com um orçamento de cerca de 150 000 euros, dos quais perto de 50 000 euros são destinados ao plano de emergência e segurança, em colaboração com as autoridades policiais e de saúde. Este é um valor semelhante ao dos anos transactos, até porque o objectivo foi “não ultrapassar um cêntimo o que foi gasto anteriormente”, explicou o autarca, acrescentando que “não é por ser ano de eleições” que teria “uma visão diferente”.

Sessão solene homenageia sourenses e o concelho

A cerimónia solene do Dia do Município tem início hoje, a partir das 17h00, nos Paços do Concelho, com a atribuição dos prémios aos melhores alunos do ensino secundário do ano lectivo anterior. Para os que tiveram melhores notas no 10.º, 11.º e 12.º, a autarquia vai dar um “presente” no valor de 750 euros.

Ainda nesta sessão, será apresentado um livro “Cartas de Amor 2.0”, por ex-alunos da Escola Secundária de Soure, do ano de 1986/1987, cujas receitas da venda revertem, integralmente, para a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Soure.

Antes desta cerimónia, pelas 16h00, o executivo irá inaugurar o novo espaço de incubação de empresas – o INES – na Quinta da Coutada, um investimento de 100 000 euros, fundos exclusivos da autarquia, e que já tem empresas instaladas.

Feiras e animação musical completam um programa variado

O melhor de Soure (e não só) pode ser encontrado, nos próximos dias, nas várias ruas do centro histórico da vila, onde se realizam as feiras características do São Mateus. A gastronomia, as diversões populares, o artesanato, o desporto, o folclore, os produtos endógenos, os serviços, o tecido empresarial e, claro, os espectáculos musicais fazem deste o maior evento do concelho, que atrai milhares de pessoas da região mas, também, de todo o país.

  • Feira das Freguesias

Uma realização que dá destaque às freguesias, às suas instituições e colectividades, e cuja abertura está prevista para hoje, às 18h30, no Parque dos Bacelos. No local é possível encontrar o melhor da gastronomia, do artesanato ou uma mostra mais institucional do que faz cada uma das colectividades ali presentes.

  • Feira da Madeira

Abre amanhã (22), às 09h30, na margem esquerda do rio Arunca. É aqui que se juntam produtores e compradores interessados na área da agricultura e madeiras, onde os destaques vão para as pipas, tinas, arcas, objectos de barro e as tradicionais alcofas e capachos em palha.

  • Feira das Cebolas

Tem início também amanhã, a partir das 09h30, na praça de Miguel Bombarda, e conta com muitos vendedores, na sua maioria de fora do concelho.

  • Feira das Nozes

A rua do Cais volta a servir de palco para uma das mais antigas feiras deste fruto seco e que serve de “mercado de cotação” das nozes para os certames que, mais tarde, se realizam noutros concelhos. Decorre sábado e domingo e junta muitos produtores que estão presentes para fazer negócio, não só com os visitantes, mas com outros comerciantes.

  • Feira Generalista / Franca

A abertura oficial está marcada para as 12h00 de sábado (23), e decorre em diversas ruas do centro de Soure, onde muitos vendedores mostram os seus produtos, provenientes de vários pontos do país e do mundo (desde África à América do Sul ou ao Oriente). Vestuário, calçado, têxteis ou artesanato são alguns dos sectores que se podem encontrar neste certame, “em que a abertura para comercializar o que se entender é muito grande, para que a feira mantenha o sucesso”, explicou o presidente da autarquia, Mário Jorge Nunes.

A Feira Generalista / Franca segue, pela noite dentro, com a “Noite Branca”, que contará com a “ajuda” de vários estabelecimentos comerciais de Soure, abertos até de madrugada.

  • FATACIS – Feira Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio, Industrial de Soure

A inauguração está marcada para hoje, às 19h00, no Espaço Multiusos 1111. Este é um certame que tem crescido de ano para ano e que, na edição de 2017, vai contar com a presença de cerca de 200 expositores, dos quais mais de 50 por cento são novos e a grande maioria de fora do concelho. Esta renovação deve-se à rotatividade que a Associação Empresarial de Soure decidiu fazer, uma vez que todos os anos vai aumentando a lista de espera de empresas interessadas em participar na Feira.

Na FATACIS podem encontrar-se todo o tipo de empresas, desde negócios de carros, tractores, vestuário, calçado, energias renováveis, cosmética, imobiliário, entre outros.

“A FATACIS está a crescer mas com os pés bem assentes na terra”, até porque o espaço é limitado, revelou Carlos Mendes, presidente da Associação. Contudo, o interesse das diversas empresas mostra “a pujança de Soure ao nível da exposição”, salienta.

Este ano o orçamento manteve-se nos 50 000 euros, sendo que a FATACIS, além de expositores, inclui espaços dedicados a bares, tasquinhas e artesanato.

  • Cartaz musical

Embora reconheça que os espectáculos musicais “não são o pilar das festas, apenas um complemento”, o autarca Mário Jorge Nunes admite que, este ano, foi feito um esforço financeiro para inaugurar o São Mateus, hoje, com um concerto de grande produção do cantor português Marco Paulo.

Trata-se de um espectáculo gratuito, que será uma réplica daquele que o artista deu quando comemorou os 50 anos de carreira, contando com uma orquestra e coro.

“Nunca fui apologista de ir além da nossa capacidade financeira mas este Dia do Município, em que são inauguradas as festas, merecia um bom espectáculo, que honrasse o concelho e os sourenses”, realçou o presidente da Câmara.

A nível musical, o S. Mateus voltou a apostar numa banda internacional, os Bonfire, que actuam pela primeira vez em Portugal e que se “encaixaram na política de rigor financeiro” da autarquia.

 

Os Bonfire são uma banda alemã, que fez grande sucesso nos anos 80, e que “ajuda o S. Mateus a ser notícia”, além de “trazer fãs, profissionais ligados à imprensa musical, empresários, etc., que podem atestar as condições de Soure e, dessa forma, extrapolar para fora do concelho, pela dimensão que têm”, explicou o autarca.

11 - Bonfire

No palco principal, no Parque dos Bacelos, actuam, ainda, nos próximos dias, Sem Batuta e Marco Paulo (hoje, 20h30); Piruka e David Antunes & The Midnight Band (amanhã, 22h00); Bonfire e Marufa (sábado, 22h00); Emanuel e Dama de Paus (domingo, 22h00). Na segunda-feira (25), realiza-se o concerto da cantora Mila Ferreira e os GMB, no palco 4, no Parque da Várzea.

A entrada nos espectáculos tem um valor simbólico de dois euros por dia (excepto hoje, dia em que a entrada é livre), contudo, a autarquia considera que a receita gerada com os bilhetes é “insignificante”, pelo que o montante conseguido irá reverter para o grupo de escuteiros de Soure.

  • Kids Zone

Uma das novidades deste ano é a criação de uma zona dedicada exclusivamente às crianças, uma tenda com diversas actividades, dinamizadas por animadores e pelos escuteiros.

O espaço “Kids Zone”, no Parque dos Bacelos, vai contar com insufláveis, pinturas faciais, entre outras actividades, tudo proporcionado às crianças de forma gratuita.

Em dia de feriado municipal, hoje, a “Kids Zone” vai estar aberta entre as 14h00 e as 22h00. Amanhã (22), entre as 17h00 e as 22h00; sábado (23), das 15h00 às 22h00; e no domingo (24), entre as 10h00 e as 19h00.

 

Programação completa em: http://smateus.com/

09 - Mapa FATACIS

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com