Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Soure activa Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil

22 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Soure activa Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil

A Câmara Municipal de Soure activou, com efeitos a partir das 00h00 de hoje, o Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil (PMEPC).

Esta medida deve-se ao aumento significativo de casos positivos da covid-19 e ao elevado risco aumento de cadeias de transmissão em todo o concelho.

A autarquia reforçou o apelo para que a população fique em casa e pediu para que sejam seguidas as medidas recomendadas para reduzir o risco de transmissão, como lavar frequentemente as mãos, usar máscara, manter a distância de segurança e não tocar nos olhos, nariz ou boca.

 

Seguem as principais medidas aprovadas:

– Cedência de equipamentos e recursos humanos para serviço junto dos Serviços de Saúde Pública de Soure, coordenado por Jenny Correia, sendo dois técnicos superiores para apoio aos inquéritos epidemiológicos;

– Cedência de viatura e técnico para contactos na comunidade ao Serviço da Unidade de Saúde pública de Soure;

– Colocar à ordem do comandante dos Bombeiros Voluntários de Soure, de todos os funcionários municipais pertencentes aos diversos quadros de voluntariado daquela Associação Humanitária;

– Colocar à ordem do comandante do Posto da GNR de Soure, viatura e motorista para facilitar deslocações e contactos a cargo desta força policial.

– Activar com a Direcção do Agrupamento, duas escolas de acolhimento para alunos dependentes de famílias pertencentes a actividades essenciais: a Escola Martinho Áreas de Soure e o Centro Escolar da Granja do Ulmeiro.

– Activar em Granja do Ulmeiro um polo de atendimento e intervenção social;

– Reformular circuitos de transporte escolar para os alunos dependentes de famílias pertencentes a actividades essenciais, bem como correspondente serviço de refeição escolar e acompanhamento pessoal;

– Reafectação de pessoal operacional ao Serviço de Higiene Pública, Saúde e Bem Estar Animal e desfasamento de horários na recolha de resíduos sólidos urbanos;

– Activação de medidas de apoio não presencial – telefones e email, no âmbito das medidas de apoio às famílias para entrega ao domicílio de bens essenciais, tais como medicamentos, alimentos, produtos de higiene;

– Encerrar ao público todos os serviços municipais, bem como espaços públicos, incluindo cemitérios, pavilhões desportivos e espaços de recreio;

– Atendimento preferencialmente por marcação prévia ou por via não presencial todos os assuntos de carácter administrativo ou relacionados com os interesses do cidadão.

– Reforçar o atendimento telefónico ou via electrónica para questões sociais e apoio às famílias;

– Disponibilizar aos estabelecimentos comerciais, de serviços ou de confecção de alimentos, do sector publico, social ou privado, que estejam a trabalhar em actividades essenciais, e apoio à desinfecção dos espaços por equipas especializadas do Município.