Coimbra  12 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Sónia Vidal candidata pelo PSD em Soure para fixar jovens e melhorar acessibilidades

29 de Março 2021 Jornal Campeão: Sónia Vidal candidata pelo PSD em Soure para fixar jovens e melhorar acessibilidades

A professora Sónia Vidal, de 49 anos, vai liderar a lista do PSD à Câmara de Soure, no distrito de Coimbra, com a ambição de fixar os jovens no concelho e melhorar as acessibilidades.

“Tenho várias bandeiras, que vou apresentar em breve, mas quero, sobretudo, lutar pela fixação da população jovem no concelho”, disse a candidata à agência Lusa, salientando que esta área “será um dos grandes motes da campanha e das propostas” a anunciar.

Salientando que “existe pouca oferta de emprego, que não conduz à fixação dos jovens, que procuram respostas noutros concelhos”, Sónia Vidal salienta que a população está envelhecida e que “não existem actividades nem propostas que cativem os jovens a fixarem-se”.

Licenciada em Geografia, a cabeça de lista do PSD ao Município de Soure, que repete a candidatura de 2009, disse que aceitou o desafio para “fazer melhor, mais e diferente no concelho”.

“Tenho verificado que, ao longo destes últimos mandatos do actual presidente de Câmara, a população tem manifestado grande descontentamento com a gestão que está a ser feita”, frisou a candidata, que dá nota negativa à gestão socialista de Mário Jorge Nunes.

Para Sónia Vidal, “muito pouco tem sido feito no concelho ao longo destes anos de gestão socialista e está na hora de mudar e de pensar que existem pessoas com vontade, com capacidade e com motivação necessária para liderar o concelho”.

“Não nos podemos conformar com os mesmos de sempre e está na altura de fazer a diferença e de apostarmos nesta mudança”, defende a candidata, salientando que a sua candidatura está a ter por parte da população uma receptividade “muito positiva”.

“As pessoas abordam-me constantemente e está, de facto, a notar-se um movimento que quer mudança”, sublinhou.

A cabeça de lista social-democrata apontou ainda as acessibilidades como outra das suas grandes prioridades, de forma ao concelho poder beneficiar da sua “posição geográfica vantajosa”, próxima da Autoestrada do Norte (A1).

Nos acessos “à vila de Soure e às restantes freguesias nota-se um grande estado de degradação e falta de investimento”, denunciou Sónia Vidal, incentivando a população a não se conformar com “os mesmos de sempre e a apostar na mudança”.

Com mais de 19 000 pessoas, segundo os Censos de 2011, o Município de Soure é gerido desde 2005 pelo PS, que tem cinco vereadores no Executivo, enquanto o PSD detém um elemento e o PCP outro.