Coimbra  26 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Somos Coimbra considera Fundo de Emergência Social insuficiente

28 de Março 2020

O Movimento Somos Coimbra afirmou, hoje (26), defender a duplicação do Fundo Municipal de Emergência Social (FMES) para pelo menos 300 mil euros, considerando que desta forma permitiria às entidades gestores responder às novas necessidades sociais resultantes da pandemia provocada pela doença covid-19.

Em comunicado o Movimento refere não compreender que “a Câmara Municipal apenas tenha aprovado um reforço de 8 000 euros em relação a 2019, de 150 mil para 158 mil euros, o que representa, surpreendentemente, um corte em relação ao valor já aprovado no orçamento para 2020, que foi de 180 mil euros”.

O FMES é uma medida social destinada aos agregados familiares em situação de emergente carência social e económica, prevendo, entre outros, apoios ao nível da alimentação, saúde, água, electricidade, gás, habitação e educação, de forma a assegurar condições mínimas de vida e dignidade humana.

O Movimento Somos Coimbra considera que o ritmo de reforço crescente da dotação assegurada ao longo dos últimos cinco anos a este Fundo é agora interrompido, “logo num ano em que a emergência social vai necessariamente explodir, demonstrando uma total falta de visão e de preparação da CMC [Câmara Municipal de Coimbra] para responder ao eminente crescimento da emergência social no município”, afirma.

O Somos Coimbra propõe, ainda, que a CMC crie uma linha municipal de emergência social, em teletrabalho, para dar resposta imediata a um conjunto de necessidades e serviços básicos a todos os que neste momento necessitem.

 

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com