Coimbra  28 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Sistema de Transportes para a Região de Coimbra previsto para 2021

17 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: Sistema de Transportes para a Região de Coimbra previsto para 2021

A Comunidade Intermunicipal (CIM), que integra 19 municípios, afirmou que o Sistema de Transportes para a Região de Coimbra deverá estar implementado até ao final de 2021.

“O nosso desejo é que o processo esteja implementado e assimilado pelas pessoas no final de 2021, disse Jorge Brito, primeiro secretário executivo da CIM Região de Coimbra.

Segundo o responsável, o concurso público internacional relacionado com o Sistema Intermunicipal de Transportes (SIT) da região é lançado este ano, esperando que a adjudicação decorra, também, em 2020.

Jorge Brito assume que o SIT será “a grande entidade gestora que irá surgir no território”, permitindo a articulação e agregação dos serviços de transporte, dando resposta não apenas “às necessidades municipais e dos transportes escolares, mas também às necessidades de ligação quer dentro da região quer da região para fora”.

Prevê-se que o SIT tenha um bilhete único para todos os serviços de transportes públicos na região, através de uma parceria com os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), bem como com o Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), que terá um troço urbano em Coimbra e outro suburbano que ligará a capital do distrito a Serpins, na Lousã.

Assim, o cartão do SIT poderá ser utilizado quer nos SMTUC quer no SMM, estando também a CIM Região de Coimbra a trabalhar com a CP – Comboios de Portugal para garantir a integração da bilhética com a ferrovia.

Ainda como aposta na mobilidade, a CIM vai lançar, já no próximo mês (Fevereiro), um projecto piloto de transporte flexível em 36 aldeias de Góis e 49 da Pampilhosa da Serra.

Esta iniciativa pretende levar os transportes públicos a lugares com pelo menos 40 pessoas, sendo que o programa deverá funcionar, principalmente, com recurso a operadores de táxis locais.

Neste projecto as pessoas poderão ligar para um número gratuito no dia anterior a solicitar o serviço de transporte, que cria “uma rota diferente de dia para dia, em função das necessidades” de cada população, explicou Jorge Brito, acrescentando que este serviço será pago como se de uma viagem de transporte público regular se tratasse.

Após a experiência nestes dois concelhos, o objectivo será avaliar a sua implementação e alargá-lo a todo o território, sendo que será uma resposta “não apenas para municípios de baixa densidade, visto que há locais noutros municípios onde este tipo de resposta poderá ser mais racional”, vincou.

 

Powered by Digital RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com