Coimbra  24 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Semana Cultural volta a mostrar o melhor de S. Martinho do Bispo

31 de Maio 2019

A semana mais esperada de São Martinho do Bispo está de regresso e promete ser uma das melhores de sempre. Esta é, pelo menos, a expectativa do presidente da União de Freguesias, Jorge Veloso, que organiza o certame, sublinhando que “a festa está consolidada e a questão agora é tentar melhorá-la sempre”.

A 27.ª edição da “Semana Cultural” vai ter início já hoje e até domingo (02), retomando na quinta-feira (06) e até ao domingo seguinte (09).

O recinto contíguo à sede da UF, na Bencanta, volta a ser o local escolhido, apesar de não ser o ideal (vide caixa), agregando todas as colectividades, associações e, também, artesãos que já não dispensam a presença neste evento.

“Vamos ter exposição de artesanato puro e duro, com 80 por cento a ser de gente da UF”, revelou Jorge Veloso, adiantando que, no total serão 42 os expositores presentes este ano. Da bijuteria aos têxteis, da pintura à loiça pintada à mão, das colectividades às IPSSs da União, todos terão um “cantinho” nesta “Semana Cultural”.

Para as instituições, o evento traduz-se num importante momento de angariação de verbas para poderem continuar a desenvolver o seu trabalho.

As tradicionais tasquinhas, sete no total, continuarão a ser dos sectores mais concorridos, onde não faltarão a chanfana, os negalhos, as febras, as tripas grelhadas, diversos pratos de bacalhau ou o tradicional arroz doce. A confecção de todas estas iguarias está a cargo dos cinco grupos folclóricos da UF, bem como da Associação Recreativa Casaense e do Cultural das Casas Novas. Em “fila de espera” ficam outras entidades que gostariam de explorar um espaço de comida e bebidas mas que, dadas as condições do local, ainda não é possível.

Programação para todas as idades

A programação da 17.ª edição da Semana Cultural segue na linha das de anos anteriores, apostando em iniciativas que agradem a todas as faixas etárias e em artistas “amigos desta UF”.

“Temos um programa vasto e de qualidade, arriscámos um pouco mais, com um investimento superior ao do ano passado, apesar de ser um dia a menos”, afirmou o presidente da UF, reforçando que o talento local e regional continua a ser uma forte aposta.

Este ano, o destaque vai para três grandes bandas: os Red, os Kremlin e os Ús Sai de Gatas, bem como para a Orquestra Consequência, de Figueiró dos Vinhos, que convida o cantor Telmo Melo. A par destes, as noites serão animadas, também, com a banda Hidrogénio, o grupo Dexys, os “Trapos e Farrapos”, os “2 Vikings”, o grupo Fonte da Pipa e, pela primeira vez, pela noite dentro, a música ficará a cargo do DJ Jomic . O cartaz contará, ainda, com grupo de música tradicional, concertinas e gaiteiros. Outra das novidades passa pela presença do Fado, na voz de Ândria Nunes, acompanhada por António Catarino (guitarra portuguesa) e José Manuel Rodrigues (viola).

A par disto, e porque a tradição é para manter, haverá uma noite dedicada ao 41.º Festival de Folclore do Grupo de Danças e Cantares da Casa do Povo de S. Martinho do Bispo (domingo, 02), bem como a habitual noite das Marchas Populares (sexta-feira, 07), com cinco marchas no total (três da União de Freguesias e outras duas de Eiras e de Cegonheira/ Antanhol).

“A noite das marchas populares é sempre das melhores, traz muitas pessoas ao recinto e envolve uma grande movimentação de público”, realçou Jorge Veloso, admitindo que, por isso mesmo, a sua realização à sexta-feira é importante.

Outro dos pontos da programação é a realização do ‘Mercadinho à moda antiga’, com produtores locais, e que volta a realizar-se num dos domingos (ainda por definir), a partir das 08h30, no espaço da festa.

De destacar, também, a realização da habitual “Feira dos 7”, na sexta-feira, a partir das 08h00.

A coincidência do evento com outros no resto do território da cidade de Coimbra não esmorece as expectativas do presidente da UF, até porque “não se tem sentido quebra de pessoas”.

“Ficaria satisfeito se mantivéssemos o nível do ano passado, mas com o cartaz que temos, tenho impressão ou quase a certeza que vamos ter ainda mais afluência”, concluiu.

Ainda no domingo (02), a partir das 15h00, no relvado do Sporting Clube Ribeirense, vai comemorar-se o Dia da Criança, com várias actividades (balões, insufláveis e pinturas faciais) para divertir as cerca de 500 crianças dos estabelecimentos de ensino da União de Freguesias.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com