Coimbra  13 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Secretário de Estado na UC para promover a indústria 4.0

16 de Fevereiro 2017 Jornal Campeão: Secretário de Estado na UC para promover a indústria 4.0

O primeiro protocolo de cooperação no âmbito da iniciativa Indústria 4.0 vai ser assinado, hoje, na Universidade de Coimbra (UC), por João Vasconcelos, secretário de Estado da Indústria.

O membro do Governo vai ser recebido na Porta Férrea, pelas 12h00, de onde segue para a sala do Senado da Reitora, onde irá apresentar a iniciativa Indústria 4.0 – Economia Digital e assinar o protocolo.

João Vasconcelos terá, ainda, a oportunidade de conhecer o “Supercomputador” da UC, antes de se encontrar com o presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, e com o reitor, João Gabriel Silva, para almoço.

Segundo a Universidade, “o momento servirá para discutir a realidade, desafios e oportunidades do tecido empresarial de Coimbra, com ênfase no empreendedorismo”.

Neste almoço estarão presentes os embaixadores do projecto Académica Start UC e um grupo de empreendedores e empresários da Região de Coimbra, além de outras personalidades.

Às 15h00, o secretário de Estado vai marcar presença num evento aberto ao público, no auditório da Faculdade de Economia (FEUC) onde irá fazer uma intervenção. Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), e Teresa Pedroso de Lima, directora da FEUC também estarão presentes.

Na visita por Coimbra, João Vasconconcelos irá, ainda, ao laboratório de Robótica do Departamento de Engenharia Mecânica da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, onde conhecerá a investigação de Mohammad Safeea, estudante sírio que obteve 20 valores no mestrado em Engenharia Mecânica.

O governante termina a passagem por Coimbra com uma visita à Feedzai, empresa de base tecnológica considerada como um dos casos de sucesso do concelho. A Feedzai iniciou a sua atividade, em 2009, na incubadora do Instituto Pedro Nunes, e devido ao seu rápido crescimento, encontra-se actualmente na aceleradora do IPN.

A estratégia nacional para a Indústria 4.0 – Economia Digital foi apresentada no último dia 31 de Janeiro e é composta por 60 medidas, tanto de iniciativa pública, como privada, que abrangem aspectos diversos como a formação e capacitação de recursos humanos, a cooperação tecnológica e a adaptação legal e normativa das instituições envolvidas.

“Estas acções pretendem valorizar, promover e investir na digitalização da economia nacional. Com a criação de um contexto ideal 4.0, gerador das condições necessárias para o desenvolvimento da indústria e serviços portugueses, espera-se acelerar a adopção das tecnologias e conceitos da Indústria 4.0 no tecido empresarial; promover empresas tecnológicas portuguesas a nível internacional; tornar Portugal um polo atrativo para o investimento no contexto Indústria 4.0; envolver cerca de 50 000 empresas e investir mais de 2 000 milhões de euros nos próximos anos”, explica, em comunicado, a Universidade.