Coimbra  16 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Secção Regional da Ordem dos Médicos recebe certificação de qualidade

12 de Dezembro 2016 Jornal Campeão: Secção Regional da Ordem dos Médicos recebe certificação de qualidade

A Ordem dos Médicos do Centro tornou-se na primeira Secção Regional com a certificação de qualidade, um processo de dois anos que culminou, hoje, com a atribuição da norma ISO 9001:2008.

“Hoje é um dia muito importante para a Secção Regional, trata-se do culminar de um processo de dois anos, que vai permitir aumentar a qualidade dos procedimentos da Secção no sentido da eficácia, quer para os associados, como para a Saúde e para os doentes”, afirmou Carlos Cortes, presidente da Secção Regional da Ordem dos Médicos (SRCOM), na cerimónia em que recebeu o certificado e a bandeira da parte da empresa SGS.

Sendo este o primeiro organismo da Ordem dos Médicos a receber a certificação de qualidade, Carlos Cortes realça que este passo “é o início de um caminho de exigência”, criando condições para que “no futuro nunca mais se saía dele, que seja um futuro de qualidade, na vanguarda e sem retrocessos”. A certificação vai, por isso, permitir “defender ainda melhor os doentes e os cuidados de Saúde em Portugal”, explica.

Durante o processo de certificação a SRCOM foi sujeita a várias análises em diferentes áreas, sendo que a maior dificuldade se prendeu ao “nível dos recursos”, contudo, “todos os associados e colaboradores ajudaram nas diversas etapas e deram sugestões”, afirmou José Ferreira, director-geral da Impos Consultancy, acrescentando que o inquérito de satisfação aos associados relativamente aos serviços prestados pela Secção foi representativo e obteve uma boa classificação.

A ideia é que haja, a partir de agora, “uma melhoria contínua dos procedimentos” e a certificação não é mais do que “um instrumento que vai servir para melhorar a defesa da Saúde e dos doentes porque o que tem vindo a ser feito até agora, vai continuar a ser feito mas muito melhor e com muito mais rigor”, explicou o presidente da SRCOM.

Carlos Cortes disse, ainda, que o processo de certificação se enquadra na estratégia da Ordem dos Médicos, que deve ser “uma instituição cada vez mais profissionalizada” e estar “modernizada”, com “espírito de rigor e exigência”.

A certificação ISO 9001:2008 comprova que estão a ser cumpridos os padrões internacionais de qualidade deste organismo nas mais variadas áreas onde actua.