Coimbra  23 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Se mais méritos não tivesse tido, e teve, Abril regou a horta da liberdade

21 de Abril 2024 Jornal Campeão: Se mais méritos não tivesse tido, e teve, Abril regou a horta da liberdade

Em edições evocativas do aniversário é tradição do Campeão das Províncias (se tradição já se pode chamar, vinte e tal anos depois) solicitar colaborações a pessoas qualificadas para analisarem (e ajudarem -nos a entender) determinados assuntos, partilhando com os leitores a sua visão das coisas. É uma prática de que gostamos, que cultivamos com carinho e gratidão e julgamos muito adequada numa cidade e numa zona do país que costuma pensar pela sua própria cabeça, que não se recusa a emitir as suas opiniões com receio de desagradar a alguém.

Este ano pedimos que cada Autor por nós convidado abordasse a influência que a Revolução de Abril possa ter tido, ou esteja a ter, numa ou mais áreas que sejam mais próximas desses mesmos autores.

Este Abril a que nos referimos significa Liberdade e é com enorme gosto que damos à estampa um conjunto de textos de elevado nível, todos eles preparados no exercício dessa mesma liberdade. Dá-nos imensa satisfação ver Coimbra, a nossa gente, partilhar com o país e o mundo a sua visão das coisas, o modo diferente como cada qual lê a realidade do dia-a-dia, criticando, intervindo, sugerindo. Esta é, a nosso ver, das dimensões mais nobres que aquela liberdade acrescenta ao viver em sociedade. Liberdade cuja busca terá sido, porventura, a principal razão de ser do próprio 25 de Abril.

O leitor encontrará uma série de textos sobre as mais diversas temáticas, transportando consigo a visão do autor sobre aspectos diferentes do nosso viver colectivo. A todos eles manifestamos a nossa profunda gratidão e é com assumido orgulho que levamos até onde pudermos estes contributos do pensamento coimbrão.

Na secção de Opinião, na página online (campeaoprovincias.pt) vamos publicar ao longo desta semana os textos de: Manuel Antunes, António Silva Ribeiro, José Manuel Pureza, Helena Albuquerque, João Palmeiro, Álvaro Amaro, José Dias, Jaime Soares, João Gabriel Silva, Abílio Hernandez e Mónica Quintela.