Coimbra  19 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Sanfil Medicina investe em instalações e em comunicação

22 de Setembro 2017

O grupo Sanfil Medicina vai ampliar as instalações da Casa de Saúde de Santa Filomena, com a aquisição do antigo edifício do cinema Tivoli, na “Baixa” de Coimbra, e construir um imóvel no iParque para aí instalar serviços tecnológicos.

No imediato, a partir de 02 de Outubro, o grupo Sanfil Medicina disponibiliza novas plataformas de ‘website’ e ‘contact center’, para os utentes, e um portal dedicado aos médicos, segundo foi anunciado, ontem, em encontros sucessivos com quadros, imprensa, banca e clínicos, que decorreram no hotel Quinta das Lágrimas.

Conforme referiu Joana Mota, presidente do Conselho de Administração do grupo, está previsto um montante de seis milhões de euros para investimento, que abrange a intervenção nos edifícios da Sanfil na avenida de Emídio Navarro, em frente ao rio Mondego, desde o antigo ACP até onde está o banco Millennium.

O projecto para esta intervenção na “Baixa” de Coimbra encontra-se em desenvolvimento, até Novembro do corrente ano, tendo em atenção que esta é uma intervenção em “zona protegida” da cidade.

No Coimbra iParque, a Sanfil Medicina desiste da construção de uma unidade hospitalar, dado que o grupo já possui o Hospital de S. Francisco, em Leiria, e amplia as instalações da Casa de Saúde de Santa Filomena, avançando com um edifício para serviços partilhados, cujo projecto está pronto e apresentado para licenciamento da Câmara Municipal.

Segundo o grupo Sanfil Medicina, “depois de reestruturação interna que tem vindo a ser levada a cabo, com o objectivo de reforçar a capacidade de resposta no mercado”, chegou a hora de apresentar novidades, como o ‘contac center’, que “para além de garantir uma maior capacidade de resposta nos contactos telefónicos, irá receber os pedidos de marcação de consultas e exames que chegarão via o novo ‘website’, com a garantia de dar resposta aos utentes no prazo máximo de 48 horas”.

“A grande afluência de contactos telefónicos para a Sanfil tem criado constrangimentos de comunicações com os utentes, ao que não é alheio o forte crescimento verificado no primeiro semestre deste ano, no que respeita a consultas e exames, respectivamente de 17 e 16 por cento, assim como mais cinco por cento de cirurgias”, conforme refere o grupo.

O Portal do Médico Sanfil, a funcionar também no início de Outubro, permitirá aos clínicos que prestam serviço a este grupo de saúde, terem acesso aos seus dados, actos médicos e respectivos pagamentos, por “PC” ou equipamento móvel.

Para o Conselho de Administração do grupo, liderado por Joana Mota e o CEO Pedro Marcelino, “este é o momento de viragem no que diz respeito à capacidade de resposta aos seus utentes e médicos”, com o grupo Sanfil Medicina a referir que, de forma eficaz, “vai estar ainda mais perto de quem o procura e das diferentes comunidades onde está inserido e, com estas novas ferramentas de comunicação e integração com os utentes”.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com