Coimbra  29 de Maio de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Saneamento da Zona Norte de Mira vai ficar ligado à ETAR de Ílhavo

12 de Outubro 2023 Jornal Campeão: Saneamento da Zona Norte de Mira vai ficar ligado à ETAR de Ílhavo

A Águas do Centro Litoral (AdCL) realizou, esta quinta-feira, a consignação da Empreitada de Ligações Alta/Baixa em Mira – Zona Norte à Oliveiras, SA, estando a fiscalização a cargo da TUU – Building Design Management, Lda, no valor de 2,7 milhões de euros.

A cerimónia decorreu na sede da AdCL, na ETA da Boavista, em Coimbra, e contou com o Conselho de Administração da AdCL, do Presidente de Câmara de Mira, dos representantes do empreiteiro e fiscalização, entre outros convidados.

Esta Empreitada, com prazo de execução de 360 dias, prevê a construção de duas estações elevatórias (EEM1 (Seixo) e a EEM2 (Cabeças Verdes)) e respectivas condutas elevatórias (2712 metros) e ainda outra conduta gravítica de 1267 metros, que encaminhará o efluente da freguesia de Carapelhos.

As futuras infraestruturas vão receber os efluentes da totalidade das freguesias de Carapelhos e Seixo e parte da freguesia de Mira, no lugar de Cabeço, representando uma população 3.000 habitantes, no ano horizonte (40 anos).

O volume de caudal a recolher e transportar será de 432 m3/d em tempo seco e 864 m3/d em tempo húmido e será encaminhado, pelo Intercetor Sul-Aveiro, para a ETAR de Ílhavo, onde será alvo de tratamento secundário, sendo posteriormente rejeitados no Oceano Atlântico.

As duas estações elevatórias serão equipadas com grupos geradores de emergência para eventuais falhas no fornecimento de energia eléctrica e, ainda, com autómatos e equipamentos de comunicação à distância para ligação à telegestão centralizada do Pólo Ria.

Esta obra vem, assim, satisfazer as necessidades de tratamento de águas residuais da zona Norte de Mira, que, após construção da rede “em baixa”, ficarão resolvidas as questões de tratamento de efluentes no município.

O saneamento do concelho de Mira ficará dividido em duas zonas, uma, esta hoje consignada, com ligação para norte para a ETAR de Ílhavo, e outra com ligação para sul para a futura ETAR de Cantanhede.

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Ílhavo recebe e trata os efluentes domésticos e industriais dos municípios de Aveiro (parte), Cantanhede, Ílhavo, Mira e Vagos.

Inaugurada em Agosto de 2002, a ETAR de Ílhavo está dimensionada para receber os efluentes domésticos de 159.700 habitantes-equivalentes (época alta) e tratar cerca de 39.278 m3/ dia de efluentes líquidos.

A ETAR de Cantanhede irá servir as áreas do município de Cantanhede, que actualmente são abrangidas pelo subsistema Ria Sul-Aveiro e a zona de ampliação da cobertura “em baixa” desse município, nomeadamente as localidades de Ourentã, Cantanhede, Pocariça, Febres, Cadima, Sanguinheira e São Caetano e Tocha.

A infraestrutura está dimensionada para tratar 14.688 m3/ dia de águas residuais provenientes de 21.900 habitantes-equivalentes de população doméstica e de 15.100 habitantes-equivalentes de efluente industrial.