Coimbra  27 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Sabores do rio e do campo invadem Montemor-o-Velho durante 10 dias

6 de Março 2020 Jornal Campeão: Sabores do rio e do campo invadem Montemor-o-Velho durante 10 dias

O largo da Feira vai receber, nos próximos 10 dias, de 06 a 15 de Março, milhares de fãs dos sabores do rio e do campo característicos de Montemor-o-Velho, em mais uma edição do Festival do Arroz e da Lampreia.

A participar no certame estarão, como habitualmente, os agentes económicos e culturais do concelho, com destaque para as quatro tasquinhas, que serão com certeza o epicentro de todo o evento. Por ali vai ser servido o famoso ‘Arroz de Lampreia’ e, como sobremesa o não menos conhecido “Arroz doce do Baixo Mondego”.

Este ano, uma das grandes novidades é o facto de o Festival estar incluído no projecto “Coimbra – Região Europeia da Gastronomia”, sendo motivo de maior projecção da vila, da sua gastronomia, produtos endógenos, tradições e cultura.

Para além do arroz de lampreia, também o de pato, as enguias fritas e, claro, as sobremesas conventuais serão os principais atractivos de um certame que celebra e promove a identidade montemorense.

Organizado pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, o Festival tem vindo a ganhar força, “balanço e prestígio, continuando a promover o concelho e a contribuir para a notoriedade da região”, explica a autarquia.

Como principais novidades, para além da integração no projecto europeu da CIM Região de Coimbra, destaca-se o reforço da animação diária; a criação do evento “MiniChef”, dirigido às crianças entre os seis e os 12 anos e que pretende incentivá-las a cozinhar a sua própria refeição, numa parceria com a Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra e a Associação Diogo de Azambuja. A preocupação com o meio ambiente será, igualmente, outros dos grandes focos desta edição, que terá o selo de ‘EcoEvento’ e promoverá comportamentos amigos do ambiente, bem como aplicará alguns princípios para justificar esse “título”.

“As estrelas do Festival do Arroz e da Lampreia são o arroz carolino e a lampreia, mas acedemos aos anseios dos expositores e dos visitantes e reforçámos a programação do certame gastronómico”, revelou o presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, realçando que o festival “também continua a dar destaque a outros produtos do campo e do rio”.

No recinto do Festival, uma tenda com mais de 3 500 metros quadrados, os visitantes poderão encontrar 17 espaços dedicados aos produtos endógenos e doçaria; 16 afectos ao artesanato; quatro tasquinhas (Associação Filarmónica União Verridense; Grupo Folclórico da Ereira; Carne Marinhoa, Temudu’s; e Casa do Povo de Arazede); sete espaços de bares e petisqueiras; stands expositores de comércio, serviços e institucional, bem como locais para exposição de maquinaria agrícola.

Para os mais novos, a “Morlândia” continua a ser o epicentro da brincadeira, com uma área de “Cozinha ao Vivo”, insufláveis, pinturas faciais e um circuito de arborismo.

Trocadilhos de Quim Barreiros a acompanhar a lampreia

Como habitualmente, o programa de animação privilegia os grupos e associações locais e, este ano, não será diferente, dando palco, diariamente, a quem perpetua e divulga as tradições culturais de Montemor-o-Velho.

Os jogos tradicionais, a música, a dança e o teatro serão as artes mais evidentes durante a programação destes 10 dias, mas também a moda, a ginástica e um ‘showcooking’ com Luís Lavrador vão preencher os dias de certame.

Para além disso, o maior dos atractivos este ano será o concerto do conhecido cantor popular Quim Barreiros, que irá actuar pelas 22h30 de sábado (07), mas também subirão ao palco Cláudio Dias e Sara Travassos.

Se a lampreia, o arroz e a cultura vão ser os principais motivos de visita a Montemor-o-Velho nos próximos dias, o mesmo continuará a sê-lo até final do mês. Embora o Festival termine dia 15 de Março, com serviço de almoços e jantares todos os dias nas tasquinhas, as mesmas iguarias mantém-se à mesa dos seis restaurantes aderentes ao certame e que prolongarão a “época” da lampreia até 31 de Março.

O reforço da animação levou a um ligeiro aumento do orçamento para a edição deste ano do Festival, que se situará nos 60 000 euros.

Arroz Doce convoca “atletas” para mais uma maratona de 24 horas

Valorizar e dar a conhecer o arroz doce do Baixo Mondego é o objectivo principal da iniciativa “Arroz Doce Non Stop – Maratona”, promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, e que é parte integrante do Festival do Arroz e da Lampreia.

Assim, o Município convoca todos os “atletas” que considerem ter “o melhor arroz doce” a inscreverem-se no concurso e, assim, darem a conhecerem a sua especialidade.

No decorrer do certame, que se realiza entre 06 e 15 de Março, vão realizar-se duas maratonas, nos dias 07 e 14, este ano em dose dupla, “dado o sucesso da edição anterior”, explica o Município, notando que a iniciativa “divulga a receitas tradicionais que passam de pais para filhos ou dos avós para os netos”

As duas provas vão decorrer entre as 12h00 e as 00h00, no recinto do Festival, no largo da Feira, e as participações são gratuitas, contudo de inscrição obrigatória (email para antonio.alves@cm-montemorvelho.pt, com indicação do nome do participante e número de telefone).

Quem estiver disposto a dar a conhecer os seus dotes de doceiro terá apenas de trazer o tacho e os restantes utensílios necessários e, eventualmente, “aquele ingrediente secreto que pode elevar ainda mais a deliciosa sobremesa”, sendo que a organização distribui um kit com os produtos alimentares base (arroz Carolino, leite e açúcar), a ainda avental, touca e luvas.

 

Programação (fim-de-semana)

Hoje

19h00 – Inauguração e apresentação das especialidades das tasquinhas

22h00  – Fados com Sara Travassos, Cláudio Dias e Carolina Pessoa

00h00 – DJ Diogo Estobia

Amanhã (07)

12h00 – 00h00 – “Arroz Doce Non Stop”  Maratona de confecção de Arroz Doce

16h00 – SeniorMor Tuna da Universidade Sénior da Santa Casa da Misericórdia de Montemor-o-Velho

17h00  – Rancho Folclórico Amores Perfeitos do Bebedouro

18h00 – Rancho Folclórico e Regional do Seixo

19h00 – Rancho Folclórico do Centro Beira Mondego Santo Varão

22h30 – Quim Barreiros

Domingo (08)

14h00 – Showcooking pelo chef Luís Lavrador | embaixador da “Região de Coimbra: Região Europeia de Gastronomia 2021”

15h00 – Dancequi Grupo de Dança da ACRSQ

16h00 – Grupo de Cantares Arroz aos Molhos

17h00 – Puxófole

18h00 – Afriklave Escola de Dança

19h00 – Grupo Folclórico e Etnográfico de Meãs do Campo

 

Powered by Digital RM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com