Coimbra  25 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Sabores da Serra juntam-se para promover o melhor da região

8 de Março 2019

Findo o Carnaval, é tempo de reabastecer energias e nada melhor do que a tradicional gastronomia portuguesa, promovida no evento “Tábua de queijos e Sabores da Beira”, este fim-de-semana (09 e 10).

Os caminhos apontam para a vila de Tábua e os motivos de atracção são o queijo da Serra, o vinho, o mel, os licores e as compotas, o pão e os enchidos, que preenchem os dois dias de certame.

A tradicional feira do queijo celebra, em 2019, o 30.º aniversário e, por isso, a Câmara Municipal decidiu reinventar o conceito e mudar a sua designação: passou agora a designar-se como “Tábua de queijos e sabores da Beira”, um nome que a autarquia considera ser mais abrangente e permite “dar dignidade a todos: expositores, produtores, visitantes e freguesias de Tábua”, afirmou Mário Loureiro, autarca de Tábua, justificando a mudança de nome.

O renovado Pavilhão Multiusos vai ser o epicentro do certame, tendo em vista a manutenção da sua “qualidade, algo que tem sido a tónica nos últimos anos”, explicou o presidente da Câmara, sublinhando que a feira “tem vindo sempre a crescer”.

As expectativas estão, por isso, elevadas, esperando a autarquia que pela feira passem perto de 15 000 pessoas, até porque, este ano, “as condições são melhores, quer para os expositores, como para quem os visitar”.

Ao longo destes 30 anos de evento, os objectivos de “promoção dos produtos tradicionais e da gastronomia de excelência, bem como de manter vivo o saber das gerações tabuenses” tem sido atingido. Por outro lado, o evento tem, também, sido importante para a “oferta turística do concelho”, não esquecendo que Tábua pertence à Região Demarcada do Queijo da Serra da Estrela e à Região Demarcada do Dão.

Pelos dois pisos e também pelo exterior do Pavilhão, vão estar distribuídos dezenas de expositores e produtores, dos mais variados ofícios, com destaque para os produtos endógenos e de “qualidade reconhecida” como é o caso do famoso queijo da Serra da Estrela, os enchidos, o mel, o pão, os licores, as compotas, ou o tão apreciado vinho do Dão.

“Temos de valorizar o que é nosso, os nossos produtos de excelência e catapultá-los cada vez mais”, ressalvou Mário Loureiro na apresentação do certame.

“Este evento é uma mais-valia para a região, que a faz crescer em termos de qualidade, além de ser uma grande festa de promoção do concelho, fazendo-o agora de outra forma”, notou, adiantando que “os visitantes consomem na feira mas também levam para casa”.

No local, além da possibilidade de provar e comprar o melhor da Beira Serra, também se pode ter acesso ao “Teatro mais pequeno do mundo”, dar um passeio de charret, participar em ateliês ou apreciar o espaço dedicado aos animais, entre outras actividades.

O evento conta, este ano, com um investimento que ronda os 10 000 euros e que “tem sido trabalhado de forma a reduzir custos e com muita criatividade”, além de “muito bem pensado e estruturado, mas com um retorno de excelência”.

As entradas na feira são totalmente gratuitas.

Um evento pensado para as famílias

Durante dois dias, muito há para ver e fazer no Pavilhão Multiusos de Tábua. O programa de animação é vasto e o espaço também será preenchido com muitos stands expositivos ou para “colocar as mãos na massa”.

As crianças e jovens terão uma zona exclusiva e os adultos poderão percorrer os dois pisos do pavilhão em busca do melhor que existe na Serra.

No rés-do-chão do Pavilhão, os visitantes poderão encontrar 11 tasquinhas (dinamizadas por associações concelhias); 72 bancas de produtos endógenos; uma nova zona com cinco stands destinados às padarias e doçaria; oito espaços para demonstração de artes e ofícios tradicionais do concelho de Tábua (como o vassoureiro, o tanoeiro, a tecedeira, o resineiro, o oleiro, o colhereiro, o ferreiro ou o apicultor, alguns que estarão a trabalhar ao vivo); haverá, ainda, stands com artesanato e com produtos da quinta/fruta e frutos secos.

Ainda no piso zero, existirá uma zona exclusiva para crianças e jovens, dinamizada com diversos ateliês (de pão, queijo, enchidos, etc.), da responsabilidade da Biblioteca Municipal de João Brandão e da Eptoliva – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil.

No primeiro piso, estará presente um espaço de ‘showcooking’, onde a cozinha moderna se alia aos produtos tradicionais; um outro local para provas de vinhos, mostrando o melhor das castas do Dão; uma zona destinada a café e bar; 11 stands institucionais das freguesias do concelho; e outros seis stands para apresentação de sementes, licores, vinhos e cerveja artesanal.

Se as condições climáticas assim o permitirem, também na zona envolvente ao pavilhão haverá actividades. Desde logo com um espaço animal e agrícola/picadeiro, a cargo da GEA – Associação de Cavaleiros e Amazonas do Concelho de Tábua e da ANCOSE – Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela.

Há, ainda, uma zona para se apresentar ao público o “Teatro mais pequeno do mundo”; uma outra de sensibilização para as alterações climáticas para o projecto ‘ClimAgir’ e, também e pela primeira vez, a possibilidade de passear de charret (percurso entre o Pavilhão e o Jardim de Sarah Beirão).

A programação do evento, que teve início já hoje, no Centro Cultural de Tábua, irá contar com vários momentos musicais, com destaque para o concerto dos Chave D´Ouro (sábado) e de Sérgio Mirra (domingo), bem como dos grupos tradicionais do concelho; inúmeros ateliês; provas de vinhos e ‘showcooking’; momentos artísticos a cargo da Eptoliva; tosquias ao vivo e, também, a entrega dos certificados da 10.ª Mostra de Gastronomia e Artesanato.

A inauguração oficial do certame será amanhã (09), pelas 11h00, e irá contar com a presença do secretário de Estado da Valorização do Interior, João Catarino.

Teatro e “ClimAgir” são novidades

A par da gastronomia, a “Tábua de queijos e Sabores da Beira” tem, também, uma componente cultural e didáctica, proporcionada por duas actividades: o “Teatro mais pequeno do mundo” e o projecto “ClimAgir”.

Se um pretende levar a arte teatral através de micro-espectáculos com a duração de 10 minutos, o outro tem um conceito mais pedagógico, com o objectivo de sensibilizar os tabuenses e os visitantes da feira para o problema premente das alterações climáticas.

Ambas as actividades vão estar instaladas no exterior do Pavilhão Multiusos de Tábua e são promovidas pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC).

O teatro é desenvolvido no âmbito do programa “Coimbra Região de Cultura” e tem como tema “Debaixo do capuz – Histórias de devorar e chorar por mais”. A ideia é chamar o público a juntar-se aos actores “debaixo do capuz para saborear os contos com uma pitada de subversão”, em espectáculos de apenas 10 minutos, dentro de uma caravana.

O “teatro mais pequeno do mundo” apresenta-se, também este fim-de-semana, nos concelhos de Penela (hoje) e Góis (amanhã, 09, na Casa da Cultura, às 21h00), sendo que em Tábua, os espectáculos decorrem no domingo (10), a partir das 16h00.

A 21 de Março estará na Mealhada, viajando depois para a Lousã (27 de Março), Oliveira do Hospital (29 de Março), Soure (30 de Março), Vila Nova de Poiares (02 de Abril), Arganil (03 de Abril), Penacova (04 de Abril), Condeixa-a-Nova (05 de Abril) e Mortágua (31 de Maio).

Já o projecto “ClimAgir”, a decorrer numa tenda preparada para o efeito, tem percorrido a região e já chegou a mais de 2 000 crianças e jovens, visando sensibilizar para as alterações climáticas no mundo e para as suas consequências, ao mesmo tempo que fomenta a floresta autóctone com a plantação de milhares de árvores.

O “ClimAgir” está, também, a percorrer as diversas escolas dos 19 municípios que compõem a CIM, continuando a sua missão até Setembro e, durante, o Verão, a marcar presença nas praias.

No certame, a decorrer sábado e domingo, outras das actividades possíveis são os passeios de charret (por dois euros), entre o Jardim de Sarah Beirão e o Pavilhão Multiusos; bem como a possibilidade de andar a cavalo e demonstrações como os equídeos no Picadeiro.

Tenda ClimAgir

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com