Coimbra  24 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Rui Curado Silva é o candidato do BE à Câmara da Figueira da Foz

17 de Julho 2021 Jornal Campeão: Rui Curado Silva é o candidato do BE à Câmara da Figueira da Foz

O investigador em física experimental Rui Curado Silva, de 50 anos, candidata-se pela terceira vez pelo Bloco de Esquerda (BE) à Câmara Municipal da Figueira da Foz, nas próximas eleições autárquicas, anunciou aquela força partidária.

A concelhia da Figueira da Foz do BE adianta que Rui Curado Silva, antigo basquetebolista do Ginásio Clube Figueirense e Naval 1.º de Maio, licenciado em Engenharia Física pela Universidade de Coimbra e Doutor em Física pela Universidade Louis Pasteur (Estrasburgo, França), volta a ser aposta para a Câmara Municipal, depois das candidaturas de 2009 e 2017, em que não logrou ser eleito.

O BE frisa que no centro da sua intervenção na Câmara Municipal estará “a luta por um melhor ambiente no concelho”. “É urgente responder à erosão costeira e à poluição industrial nas freguesias mais a sul”, alerta.

Por outro lado, os bloquistas defendem que a estratégia de desenvolvimento do concelho litoral do distrito de Coimbra “deverá atrair sectores de actividade associados aos recursos autóctones, à área do conhecimento (oceanos, energia, digital, novas tecnologias) e à produção local e biológica, em linha com as metas ambientais internacionais para o combate às alterações climáticas”.

Simultaneamente, o BE pretende dar resposta “ao desenvolvimento sustentável da economia local e à promoção do emprego qualificado e justamente remunerado, que fixe os jovens figueirenses que concluem os níveis de ensino mais avançados”.

Um “rigoroso” ordenamento do território, a preservação das zonas naturais da Figueira da Foz e a defesa da municipalização da distribuição de água, são outros dos objetivos da candidatura.

Para a Assembleia Municipal, o cabeça de lista do BEl vai ser o candidato independente Pedro Miguel da Silva Jorge, nascido em Moçambique, há 51 anos, professor na Escola Secundária. Cristina Torres e que em 2017 foi eleito para a Assembleia de Freguesia de Tavarede.

O Executivo municipal da Figueira da Foz é liderado pelo PS (seis mandatos) contra três do PSD, sendo que o partido retirou a confiança política a dois dos seus vereadores.

O actual presidente Carlos Monteiro – que, em 2019, substituiu no cargo João Ataíde, que foi para o Governo, vindo a falecer em 2020, quando era deputado – candidata-se pelo PS às eleições agendadas para 26 de Setembro, enquanto o PSD aposta em Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal.

Pedro Santana Lopes, que presidiu à autarquia da Figueira da Foz entre 1998 e 2001, eleito pelo PSD, é de novo candidato, desta vez pelo movimento independente “Figueira A Primeira”.

A exemplo de 2017, o CDS-PP candidata Miguel Mattos Chaves e a CDU aposta no oficial de justiça Bernardo Reis, uma estreia em candidaturas à Câmara Municipal. Já o Chega, numa fotografia publicada, em Maio, na rede social Facebook e sem mais informações, anunciou João Paulo Domingues.