Coimbra  19 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ricardo Lopes preside ao novo Conselho de Administração do Coimbra iParque

5 de Maio 2022 Jornal Campeão: Ricardo Lopes preside ao novo Conselho de Administração do Coimbra iParque

Ricardo Lopes é o novo presidente do Conselho de Administração do Coimbra iParque, tendo João Dória e Catarina Esteves como vogais.

No seguimento da Assembleia Geral do iParque, que se realizou esta quinta-feira, foram eleitos os novos órgãos sociais do Parque para a Inovação em Ciência, Tecnologia e Saúde de Coimbra. Ricardo Lopes foi eleito para suceder a Victor Baptista na presidência do Conselho de Administração, que conta com João Dória e Catarina Esteves como vogais. A Mesa da Assembleia-Geral é agora liderada por Marília Curado que sucede a Teresa Mendes, com Luís Rodrigues como secretário.

O novo presidente do iParque, Ricardo Lopes, é empresário, professor convidado de empreendedorismo e inovação em instituições de ensino superior e, até à data, líder de bancada do PSD na Assembleia Municipal de Coimbra e deputado à Assembleia Intermunicipal na CIM Região de Coimbra, assume a presidência do Conselho de Administração.

Os vogais eleitos para o Conselho de Administração do iParque são:

João Dória, cofundador e actual Chief Financial Officer (CFO) da start-up StockEdge, foi director do Barclays Investment Banking e da ALANTRA Investment Banking, e CFO da Amorim Luxury Group;

Catarina Esteves, antes directora de obra na Martifer Construções e gestora de projecto na Blachere Iluminação Portugal e que, entre 2010 e 2013, já assumiu o cargo de directora técnica do iParque.

A Mesa de Assembleia-Geral passa a ser liderada por Marília Curado, actual Professora Catedrática no Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e directora do Laboratório de Informática e Sistemas do Instituto Pedro Nunes.

Luís Rodrigues, advogado na ELR Advogados Lawyers, assume o cargo de secretário da Mesa da Assembleia-Geral.

“Coimbra precisa de um iParque cheio de empresas e com milhares de trabalhadores. Será um pólo importante e fundamental para o desenvolvimento do concelho” – refere o presidente da Câmara Municipal de Coimbra, justificando a escolha dos nomes do novo Conselho de Administração com “o perfil certo para encarar este importante desafio”.

“Coimbra volta a ser olhada como pólo de destino e procura de empresários nacionais e internacionais que aqui equacionam fazer os seus investimentos e o iParque é uma potencial opção”, sublinha José Manuel Silva.

“Coimbra precisa de se desenvolver através da captação de mais investimento e mais empresas, capazes de gerar mais ofertas de trabalho, para conseguir reter o talento que é formado, todos os anos, nas diferentes instituições de ensino e formação que existem na cidade”, menciona o novo presidente do Conselho de Administração do iParque.

“O iParque tem de se assumir como um dos motores deste desenvolvimento e mostrar uma dinâmica e capacidade de resposta que atraia mais investidores, que motive os accionistas e as empresas já instaladas, e que contribua para um espírito colaborativo entre as diferentes instituições públicas e privadas do concelho em torno deste objetivo que acreditamos ser comum a todo o ecossistema. Coimbra tem de se unir para assumir uma posição de liderança na Inovação em Ciência, Tecnologia e Saúde – áreas chave que definiram o projecto e o investimento público no iParque” – considera Ricardo Lopes.

Para além da eleição dos órgãos sociais do iParque para o novo triénio, na Assembleia Geral desta quinta-feira foram ainda apresentados o Plano de Actividades e Orçamento para o ano de 2022 e apreciado e votado o Relatório e Contas do exercício de 2021.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Coimbra é a principal accionista do iParque, com 90,23%. A lista de accionistas inclui ainda a Universidade de Coimbra (1,79%), a SI Vales – Saúde e Vida, SGPS, Lda. (1,62%), a Associação Comercial e Industrial de Coimbra (1,44%), o Iberopark (1,44%), o Novo Banco (1,44%), a Critical Software (0,72%), o IPN (0,69%), a ISA – Intelligent Sensing Anywhere S.A. (0,36%), o Clube dos Empresários de Coimbra (0,11%), o Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (0,11%) e ainda o Centro de Neurociências e Biologia Celular (0,06%).

João Dória – Vogal do Conselho de Administração

 

Catarina Esteves – Vogal do Conselho de Administração

Marília Curado – Presidente da Mesa da Assembleia-Geral

 

 

Luís Rodrigues – Secretário da Mesa da Assembleia-Geral