Coimbra  24 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Remodelação aposta na nova geração do PS e na menor descontinuidade

18 de Fevereiro 2019

O primeiro-ministro afirmou, hoje, que a remodelação agora operada do Governo visou  a menor descontinuidade possível na concretização do programa, apostando numa nova geração do PS.

Esta posição foi assumida por António Costa no Palácio de Belém, após o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ter dado posse aos novos ministros da Presidência do Conselho, Mariana Vieira da Silva, das Infra-estruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, e do Planeamento, Nelson de Souza, bem como aos respectivos secretários de Estado.

De acordo com o líder do Executivo, procurou-se que as mudanças efectuadas, resultantes das candidaturas dos ex-ministros Pedro Marques e Maria Manuela Leitão Marques ao Parlamento Europeu, pelo PS, causassem “o mínimo de descontinuidade nas actividades” do Governo.

“É também a demonstração de que o PS conta com uma nova geração e que não precisa de repetir as mesmas caras eleições após eleições, mandatos após mandatos; felizmente, temos bons recursos, que nos permitem assegurar um rejuvenescimento nesta continuidade, o que é importante para o país”, declarou, numa alusão a dois dos três futuros ministros, Pedro Nuno Santos e Mariana Vieira da Silva.

Três novos ministros e quatro secretários de Estado

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deu posse a três novos ministros, que assumiram as pastas das Infra-estruturas e Habitação, da Presidência e Modernização Administrativa e do Planeamento, e a quatro secretários de Estado, reconduzindo outros quatro.

Numa curta cerimónia, de cerca de 10 minutos, na Sala dos Embaixadores do Palácio de Belém, em Lisboa, Nelson de Souza tomou posse como ministro do Planeamento, Mariana Vieira da Silva como ministra da Presidência do Conselho e da Modernização Administrativa e Pedro Nuno Santos como ministro das Infra-estruturas e da Habitação.

Os três eram secretários de Estado e subiram a ministros nesta remodelação do XXI Governo, a quarta a nível ministerial, que acontece após a escolha de Pedro Marques, até agora ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, para cabeça de lista do PS às eleições europeias de 26 de Maio.

Ao nível das secretarias de Estado, assumem funções governativas Duarte Cordeiro (Assuntos Parlamentares), Maria do Céu Albuquerque (Desenvolvimento Regional), Jorge Moreno Delgado (Infra-estruturas) e Alberto Souto (Comunicações e adjunto do ministro Pedro Nuno Santos).

Outros quatro secretários de Estado foram reconduzidos: Tiago Antunes (Presidência do Conselho de Ministros), Luís Goes Pinheiro (Modernização Administrativa), Rosa Monteiro (Cidadania e Igualdade) e Ana Pinho (Habitação).

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com