Coimbra  24 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Região de Coimbra expressa apreensão sobre a reforma da saúde

20 de Novembro 2023 Jornal Campeão: Região de Coimbra expressa apreensão sobre a reforma da saúde

O Conselho Intermunicipal da Região de Coimbra reuniu-se com Fernando Araújo, director executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS), para dar a conhecer as preocupações em relação à actual reforma da saúde.

A reforma prevê a criação de 31 novas Unidades Locais de Saúde (ULS), sendo que a CIM Região de Coimbra é uma das regiões que diz “ser afectada por esta reestruturação”.

Os autarcas lamentam “não terem sido auscultados pelo Governo antes da implementação desta grande reforma” e dizem não estarem convencidos que esta reorganização seja a melhor solução.

Os municípios também têm dúvidas de qual será o seu papel nesta reestruturação, que dizem ter sido “desenhada sem ter em conta a realidade das regiões e dos municipios”, podendo trazer “ainda uma maior desigualdade” no acesso à saúde.

Foi, também, demonstrada preocupação com o tamanho da futura ULS de Coimbra, que vai abranger 21 municípios e mais de 400 mil utentes, podendo comprometer a eficácia dos cuidados de saúde e acarretar prejuízos para os doentes. Em contraste, a Unidade de Saúde Local do Baixo Mondego apenas abrange três municípios, Figueira da Foz, Montemor-o-Velho e Soure. Os autarcas demonstraram preocupaçao com esta disparidade, temendo que possa levar a uma desigualdade no acesso aos cuidados de saúde.

Os autarcas da CIM Região de Coimbra sublinharam, ainda, a importância de uma abordagem mais participativa e adaptada à realidade local no processo de implementação da reforma da saúde indicando que se iriam manter vigilantes relativamente a este processo.