Coimbra  28 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Refeições escolares também fazem “azedar” relações em Miranda

13 de Dezembro 2016 Jornal Campeão: Refeições escolares também fazem “azedar” relações em Miranda

À semelhança do que acontece em Coimbra, as refeições escolares fizeram «azedar» relações, ontem (12), entre o presidente da Câmara de Miranda do Corvo e duas munícipes, soube o “Campeão”.

Márcia Simões e Juliana Rita, advogada e empresária, respectivamente, queixaram-se ao autarca Miguel Baptista, que lhes sugeriu dirigirem o protesto à Fundação ADFP, fornecedora dos almoços às escolas e infantários mirandenses da rede pública.

Como o papel de interlocutora dos pais e encarregados de educação cabe à Câmara, as duas munícipes fizeram notar a pertinência da deslocação aos Paços do Concelho.

Considerações sobre a assessoria jurídica prestada ao autarca levaram Miguel Baptista (PS) a fazer cessar a reunião com Márcia Simões e Juliana Rita (sobrinha da vereadora Ana Gouveia).

Ao episódio, segundo apurou o “Campeão”, não será alheia a circunstância de Márcia Simões ser militante do PCP, sendo que o edil estranha alegadas afinidades entre cidadãos comunistas e social-democratas.

A advogada e a empresária, na qualidade de representantes dos pais das crianças do infantário mirandense da rede pública, insistiram que a interlocutora delas é a Câmara Municipal, demarcando-se de quezílias entre autarcas socialistas e dirigentes da Fundação ADFP.