Coimbra  21 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Rali: Tanak termina manhã no comando após ‘hecatombe’ da Hyundai

31 de Maio 2019

O piloto estónio Ott Tanak (Toyota Yaris) é o líder do Rali de Portugal depois de disputados os três primeiros troços da sétima prova do Campeonato do Mundo, aproveitando os problemas de combustível dos Hyundai.

O piloto da Toyota chegou ao final da especial de Arganil com 6,9 segundos sobre o companheiro de equipa, o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris), tendo sido o mais rápido também na passagem por Góis, o segundo troço do dia.

O ‘golpe de teatro’ aconteceu em Arganil, terceira das três especiais da manhã, quando os dois Hyundai i20, do espanhol Dani Sordo e do francês Sébastien Loeb, perderam potência, com problemas de pressão de combustível.

O primeiro a ter de parar foi Loeb, que era nono nessa altura, já a 21,9 segundos, seguindo em marcha lenta até final do troço.

Dani Sordo, que liderava à entrada de Arganil, depois de vencer na Lousã a especial de abertura da prova, também perdeu potência, subitamente, poucos metros depois de dar início ao derradeiro troço da manhã, num dia em que os pilotos não têm assistência à hora de almoço.

O irlandês Kris Meeke (Toyota Yaris) fecha os lugares do pódio, com o terceiro carro da marca nipónica, a 14 segundos do comandante.

O campeão mundial e líder do campeonato, o francês Sébastien Ogier (Citroën C3) tem sido prejudicado pelo facto de ser o primeiro piloto em pista e por ter de limpar o piso da gravilha mais solta. Após as primeiras três especiais, tem 23,1 segundos de atraso para Tanak.

Ogier é sexto classificado, a 6,1 segundos do quarto, o finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta).

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20), que venceu a prova lusa em 2018, deixou o carro ir abaixo no segundo troço do dia, em Góis, e perdeu quase seis segundos e ocupa o sétimo lugar.

O terceiro classificado do campeonato parece ainda afectado pelo violento acidente sofrido na ronda anterior, no Chile, perdendo já 23,6 segundos para o líder, mas evitando os problemas mecânicos que atrasaram os companheiros de equipa.

O Rali de Portugal prossegue a partir das 13:52, com a segunda passagem por Lousã, Góis e Arganil. Os concorrentes dirigem-se, depois, para Lousada, onde termina o dia com a passagem pela superespecial.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com