Coimbra  16 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PSD: Rui Rio readquire fôlego

18 de Janeiro 2019

O líder do PSD, Rui Rio, readquiriu, hoje, fôlego para completar outro ano de mandato através da aprovação, pelo «parlamento» do partido, de uma moção de confiança à direcção.

Num universo de 126 membros do Conselho Nacional do Partido Social-Democrata, 75 aprovaram o documento, tendo sido escrutinados 50 votos desfavoráveis e um nulo.

O desfecho traduz apoio à liderança do PSD por parte de 60 por cento dos membros do «parlamento» do partido.

A votação foi proposta pela Comissão Política Nacional (CPN) social-democrata em reacção ao desafio de Luís Montenegro (ex-líder parlamentar) no sentido de Rui Rio convocar para dentro de pouco tempo um acto eleitoral em que ambos (e possivelmente outros companheiros) disputassem a liderança.

Segundo a revista Visão, o estratega da contra-resposta é o ex-ministro Nuno Morais Sarmento.

A reacção da CPN comportava o risco de ser «chumbada» a proposta de atribuição de confiança política à direcção, cenário que implicaria a destituição de Rio.

“Legitimidade para liderar o PSD tive sempre, pois ganhei as «directas»; agora, face a um tumulto, este desfecho é importante por se tratar de um resultado um pouco superior, apesar de tudo, àquele que alcançara”, comentou.

Acima de tudo, segundo Rui Rio, é preciso é que haja paz no partido para ele poder dedicar-se à “construção de uma alternativa ao Governo do PS”.

“Neste momento, já é claro que o PS pode perder as próximas eleições [legislativas], o que ainda não é claro é que o PSD as possa ganhar”, concluiu o líder social-democrata.

 

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com