Coimbra  15 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

PSD orgulha-se de acabar com quotas “por atacado”

1 de Março 2019

O PSD possui novas regras para o pagamento de quotas, com os militantes a receberem, por via postal ou electrónica, uma referência de multibanco aleatória e apenas com validade de 90 dias.

Segundo o Partido Social-Democrata, “até agora, a referência para pagamento correspondia ao número de militante antecedido de zeros, permitindo ela que qualquer pessoa pudesse liquidar as quotas de outra(s), com ou sem autorização, desvirtuando as regras democráticas de um acto eleitoral”.

“Desta forma, o pagamento passa a ser feito voluntariamente pelo militante ou, no limite, por quem ele permitir”, indicou fonte da direcção social-democrata, citada pela Agência Lusa.

O partido assinala que o pagamento “por atacado” consistia numa “prática utilizada ilicitamente para tentar «comprar» votos e manipular resultados eleitorais internos”.

A medida acabada de anunciar corresponde a “um compromisso” de Rui Rio, “tendo em vista uma maior transparência, a reorganização administrativa e, sobretudo, a recuperação da credibilidade dos partidos políticos junto dos cidadãos”.

Para o líder do PSD, é “importante que a militância seja exercida de forma participada e também que a população reconheça que os partidos são instituições confiáveis”.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com